segunda-feira, 9 de abril de 2012

Mínimos Poemas









Trança

A trança dos cabelos
Da bela jovem
Desciam pelos seus ombros,
Pesava-lhe o futuro.

_ o_ o _


Um cão

Um cão cheirava o ar,
Como a entrever presságios
O pelo arrepiava,
Um uivo se preparava...

_o_o_


Sonhos

Matéria esgarçada,
Tão frágil, tão pó,
A dos meus sonhos!...

_o_o_


Confidências

Contei-lhe um segredo,
Soprei-o até seus ouvidos...
Mas o vento, que me ouvia escondido,
Espalhou-o.

_o_o_








3 comentários:

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

AH, OS ITALIANOS! - Parte I

Eu em Veneza - Gondoleiro! Durante nossa curta estadia na Itália, não ficamos em hotel. Alugamos um pequeno apart...