terça-feira, 19 de março de 2019

Cansaço







Cada passo 
É um esforço,
Há um nó
Em cada laço,
Tudo morre
No abraço.

Olho a vida,
Olho os moços,
Envelheço
No mormaço
Do cansaço
Que me envolve.

Tudo assim,
Temporário...
Tenho um tempo,
Tenho um nome
Que se perde
Sem qualquer
Itinerário.

Vida passa,
Tempo passa,
Passam nomes,
Passam faces,
Passa gente,
Passa o riso
E a desgraça.

Nada muda,
Nada muda,
Nada...

-Felizmente,
Até isso
Também passa.





segunda-feira, 18 de março de 2019

Espiritualidade Na Lata



Olá, pessoal.


Hoje eu conto aqui como fiquei conhecendo Ganesha. Já tinha escrito uma crônica sobre o assunto há algum tempo, mas achei interessante colocar no meu canal.

Detalhe: Ganesha é representado pela imagem de um menino com cabeça de elefante, e não o contrário... hehehe... e sua mãe era Parvati, não Lakshimi. Olha só eu causando uma confusão de família aqui...

Acho que as coisas acontecem quando tem que  acontecer, e que as coincidências são, na verdade, eventos cuidadosamente planejados...

Espero que gostem!





sexta-feira, 15 de março de 2019

HIPOCRISIA






Olá, pessoal. Hoje o meu vídeo no canal Espiritualidade na Lata é sobre essa palavra horrível: Hipocrisia. Sei que abordo temas difíceis, mas acho que eles fazem parte do crescimento. Ninguém consegue melhorar sem encarar as próprias sombras, e este é o objetivo do meu canal.

Enquanto nos acreditarmos seres de luz evoluídos, estaremos estagnados na mesma lama de hipocrisia. Se quisermos realmente evoluir, é preciso identificar essas características  negativas em nosso comportamento e também no comportamento das pessoas que nos cercam, pois é preciso admiti-las para que esse planeta possa, realmente, subir alguns degraus na evolução. 

Se quiserem saber mais, eis aqui o link. Por favor, deixem seu "like" e assinem o canal!

Grata!







quinta-feira, 14 de março de 2019

New York, New York!

Estátua da Liberdade



Estivemos em Nova Iorque recentemente - na semana do carnaval - e amei a viagem! Pela primeira vez na minha vida, eu vi a neve. A sensação dos floquinhos caindo sobre o rosto é maravilhosa! Foi uma experiência muito enriquecedora estar diante de uma cultura e de um estilo de vida completamente diferente do meu. Pensei no meu mundinho pequenininho aqui, nesta casa onde vivo e trabalho, entre as paredes forradas de hera do meu muro e as muitas árvores do meu pequeno jardim... me perdi entre prédios e neons, shows de rua, lojas e compras.


Central Park

Também livrei-me de alguns estereótipos sobre o povo americano; não é absolutamente verdade que:

-Americanos são antipáticos;
-Americanos não param para dar informações nas ruas;
-Americanos são quase todos obesos;
-Americanos têm cultura pobre;
-A comida americana é ruim.

Ao contrário, fomos muito bem tratados e eu percebi o grande patriotismo daquele povo, o amor que eles têm pelo seu país - que é uma coisa que falta a nós, brasileiros.

Central Park

O que mais gostei, foi o Central Park. Estava muito frio - tivemos alguns dias com temperaturas abaixo de sete, e sensação térmica mais baixa ainda (entre -10 e -12, quando fomos à estátua da Liberdade). Ouvi dizer que esse frio é um tanto atípico nesta época do ano, e me senti com sorte, pois só assim pudemos ver a neve!

Vista da cidade; foto obtida da Ponte de Manhattan, a Ponte do Brooklin aparece lá no finalzinho. 


Fizemos longos percursos à pé. Cruzamos pontes, ruas, museus e parques. Entramos em várias lojas e restaurantes.  Para mim, esta é a melhor maneira de se conhecer um lugar. Tomamos o metrô algumas vezes, enfim, só íamos ao hotel para dormir.


Fiz amizade com alguns nativos... os esquilos e passarinhos do Central Park vinham comer na nossa mão, e as gaivotas deixavam que chegássemos bem perto delas. Foi ótimo, pois adoro estar perto dos animais e da natureza.







Não tive grandes problemas com o frio, a não ser no dia em que fomos visitar a Estátua da Liberdade. Adoro o frio, e ele me ajuda a ficar bem disposta. Mas aquele dia estava frio demais!!!



Um dos sonhos que realizei, foi conhecer o Hard Rock Café de Nova Iorque. Temos dois aqui no Brasil, sendo que um deles é em Curitiba, e o outro, em Gramado, mas o de Nova Iorque é icônico! Claro, trouxe lembrancinhas de lá - chaveiro, ima de geladeira e uma echarpe maravilhosa. 


Fascinante, tanto para  quem ama Rock quanto para quem não ama tanto assim. Eu amo.


Lógico que eu não sairia do Hard Rock  sem tomar um drink!


A Times Square é uma loucura! Amei, pois é tão diferente de tudo ao qual estou acostumada, que me senti meio-caipira por lá.







Kkkk... Claro que percorri todos os andares da Macy's, e também usei a escada rolante antiquíssima e original, da época que a loja foi inaugurada, em 1902!!! Comprei só um parzinho de botas que estavam com um preço bom, pois a loja não é nada baratinha. Mas fui a todos os andares, vi cada coisinha.




O World Trade Center Memorial é um espetáculo à parte. A gente fica olhando para aquele buraco escuro, onde a água escoa, e pensando em tudo o que aconteceu por lá... é triste ver os nomes das vítimas do ataque terrorista escritos no mármore, em volta do monumento. Depois, a gente entra em um espaço todo branco, muito futurista, maravilhoso, onde logo se percebe a capacidade de resiliência do povo, e como eles transformaram a tragédia em algo positivo.






Na Saint Patrick's Cathedral, acendemos velas. Pedimos proteção, agradecemos pela oportunidade de estarmos vivendo aqueles momentos. Percebi que em alguns pontos ela é muito parecida com a nossa catedral em Petrópolis, a de São Pedro de Alcântara.



Bem, esta é a primeira parte desta postagem. Em breve, a segunda, com mais fotografias e registros de experiências. Tenho muitas histórias para contar.

Tirei esta foto da Ponte de Manhattan, que percorremos à pé. 








quarta-feira, 13 de março de 2019

Saindo do Facebook







Acabo de excluir - não de desativar, mas de EXCLUIR - a minha conta no Facebook. Estava cansada de tanta hipocrisia e falsidade. Eu estava me aborrecendo muito com tantas baboseiras e sandices que lia por lá. Estava ficando irritada com tanta gente desqualificada acessando meu perfil. No mais, manterei - enquanto assim for saudável - a minha conta no Blogger e meu perfil no Recanto das Letras.

As pessoas te acessam para te ameaçar e chantagear. Hoje de manhã, uma aparente 'senhora religiosa' , daquelas que mandam ursinhos desejando um bom dia, me acessou no Messenger - só li a mensagem porque eu havia excluído após um desentendimento com ela, e achei estranho ela me mandar mensagem e novo pedido para adicioná-la - e a tal mensagem dela continha uma ameaça: dizia que sabia de coisas abomináveis sobre mim, contada a ela por amigas. Depois, ela se despedia, deixando no ar uma ameaça de que poderia publicar algo contra a minha reputação. Não sei o quê, pois não tenho nada a esconder, e disse isso a ela, fazendo uma postagem na minha página sobre a ameaça dela.

Logo depois, minhas publicações e comentários foram bloqueados pelo site. Com certeza, ela denunciou meu perfil, pois eu a bloqueei e disse a ela que tinha feito um 'print' da mensagem dela, o que é verdade. Está no meu celular. Pensei: "Quer saber, Ana? Já deu. Você não precisa disso!"

E excluí minha conta. Talvez um dia eu abra outra, e selecione melhor os pedidos de amizade que recebo. Não preciso temer nada que alguém tenha a dizer sobre mim ou sobre a minha reputação, porque eu sei muito bem quem eu sou. Não tenho sujeira escondida debaixo de tapetes, não banco a boazinha. Não sou HIPÓCRITA. Detesto gente hipócrita, que se finge de santa enquanto destila veneno pelos cantos e caminhos alheios. 

Fiz isso pela minha saúde, e não por temer ameaças de velhas fuxiqueiras siririquentas de mentes apodrecidas. Que ela encontre pelo caminho exatamente aquilo que espalha.

MORNA






Não gosto daquilo que é morno,
Das palavras sibiladas entre os dentes,
Das pessoas que não dizem o que sentem.

Não gosto de espelhos com pouco aço
Que refletem falsas imagens
De rostos doentes.

Detesto as mensagens em mormaço,
Que não comunicam, só insinuam,
Deixando vago o que foi dito.

Não gosto de gargantas entupidas,
Que incham, como as dos sapos,
Enquanto sufocam seus gritos.

Sim é sim, não é não;
Este é o meu lema.
para mim,
Existem sim, o certo, o errado,
O franco, o dissimulado,
O começo, o fim.

Não me movimento como as cobras,
Que se livram das sobras de pele
Sujando o caminho de quem passa.

Prefiro ser pássaro livre,
Que voa por cima;
Eu não aceito ameaças.

Sei que nem todo mundo me aguenta,
Mas quem realmente tenta,
Me conhecerá a fundo.

Verá que eu sou mais do que dizem,
Menos do que insinuam,
E que é vasto o meu mundo.


Deixe as pedras no chão
Ao bater à porta da minha casa,
Ou então... te ponho para fora!

E se existe em mim alguma coisa
Em que podem confiar, 
É na minha palavra.





terça-feira, 12 de março de 2019

Um Dia










Um dia é só um dia,
Pó que cai sobre as prateleiras do tempo.
Um dia após outro dia, após outro dia, após outro dia...

Um olhar pode durar um segundo,
E mesmo que nunca haja um segundo olhar,
Ele pode ficar para sempre, para sempre, para sempre...

Como a vida é estranha,
Como a vida é sagrada,
Como a vida se entranha,
E faz eterna morada
Nas coisas incompreendidas!





Cansaço

Cada passo  É um esforço, Há um nó Em cada laço, Tudo morre No abraço. Olho a vida, Olho os moços, Envelheç...