domingo, 15 de abril de 2012

CADA UM...











Alguns, só calam e consentem,


Outros, entendem.


Alguns, escutam e se esquecem,


Ou rezam preces.


Alguns só fingem que escutam,


Outros, se ocultam.


Há quem se tranque no banheiro,


Sob o chuveiro.






Uns, preferem as cavernas,


Cegos de medo...


Alguns aceitam, outros negam,


Fazem segredos...


Uns ferem, outros se perdem


Em seu degredo.


Alguns matam, outros morrem,


E eu, escrevo.



2 comentários:

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Mandrágora

Teu Nome – raiz de mandrágora Perpassando o meu caminho, Me fazendo tropeçar... Um dragão adormecido Em isolada cave...