quarta-feira, 11 de abril de 2012

Eu Hoje Amanheci Pensando...





Ao abrir dos olhos,
Uma lembrança veio,
E outra, e mais outra...

Uma voz, um sonho,
Um sentir tristonho,
A saudade intensa
E que não descansa...

Ah, vida, por que,
Diga de uma vez,
Por que vem, assim,
A saudade em mim?...

O melhor seria
Não sentir, não ver,
Eu me esqueceria,
Não... não esqueceria!

Pois você passou
Como um raio afoito,
Um rasgão de luz
Pelo céu da tarde...

E deixou de si
Uma vida breve,
Uma vida inteira,
Uma vida ...



5 comentários:

  1. Lindo verso de uma saudade intensa
    sonho fugaz audaz jaz
    como um lamento jazz
    que atormenta o coração
    e se faz poesia
    pois no fim o que vale
    é o poema!
    Seu comentário do poemini 02
    em apenas um verso
    é um lindo poema.

    Luiz Alfredo - poeta.

    ResponderExcluir
  2. Impossível aceitar com naturalidade, sem saudades, esse passar. Não dá.

    ResponderExcluir
  3. Ana,triste e belo seu poetar nesse desabafo de seu amoroso coração!Bjs e meu carinho!

    ResponderExcluir
  4. Essa Nostalgia que vem sem avisar, faz o coração do poeta e poetisa aflorar, essa louca da saudade vem nos torturar! Um super beijo amiga♥

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Não Tenho Mais Nada Contigo

Estou escrevendo estas linhas  Só para deixar bem claro: Não tenho mais nada contigo. Teu rosto não faz mais figura...