terça-feira, 10 de abril de 2012

Inocência










A inocência 

Deixou o mundo

No último trem

Da fantasia.




Levou consigo

Muita alegria,

E um bom pedaço

Da tal magia.




Ouvi dizer

Que atrás de si

Ela esticou

Um longo fio...




E deu-lhe o nome

De esperança,

(Só a alcança

Quem acredita).





5 comentários:

  1. Bom Dia Ana.Concordo contigo.A Esperança nunca vai morrer assim como os sonhos,mas precisa crer para acontecer.Parabéns.Bjus\Flor*

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Ana!! E que essa esperança esteja sempre presente no coração de todos nós.Ótimo dia pra vc.Bjsss

    ResponderExcluir
  3. Sou passageiro no trem da fantasia, passageiro todo dia, tenho cadeira cativa e tratamento vip. Serve-me novelo a comissária que sempre olha para mim com olhar triste. Não consigo, nunca, pegar o fio da meada. Mas ela não desiste de mim, ainda. Vida é o nome da comissária.

    ResponderExcluir
  4. Linda,linda sua poesia,Ana!Amei!bjs e meu carinho!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Não Tenho Mais Nada Contigo

Estou escrevendo estas linhas  Só para deixar bem claro: Não tenho mais nada contigo. Teu rosto não faz mais figura...