terça-feira, 17 de abril de 2012

NEGRO









Derramava o negro sobre as páginas


Para não matar,


Para não morrer!




Externava o luto


De saber o quão absurdo


Pode ser o viver...




Abria os olhos para si,


Fechava os olhos para o mundo,


Tentando não se perder




Daquilo que mais desejou


Cujas portas se fechavam


Para que ela não alcançasse!




Derramava negro sobre as páginas


Como nanquim, que escorre e borra


As cores que estão pintadas...




E as flores , em volta, murchavam,


Dando suas vidas pela dela,


Pétalas murchas coladas na tela...



]

8 comentários:

  1. Seu poema me conduziu para isso: Pintava os olhos com o delineador, sem saber fazê-lo, quem sabe a tinta cremosa preta escondesse aos borrões seus sentimentos...Que foto incrível essa da aranha.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Lia... hehehehe... a aranha é 'fake.' É uma montagem com uma moldura que vio no meu celular...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tercetos maravilhosos moça poeta, parabéns por magistral versejar... volte sempre viu? rsrs.. um beijuka!

      Excluir
  3. Tercetos maravilhosos , poetisa... parabéns por magistral versejar.

    ResponderExcluir
  4. Belíssimo Ana! Acho até que você depois que veio para cá, anda até mais inspirada, se é que isso é possível. - Que coisa boa!!! Seu blogger está cada vez mais lindo. O meu é arquivo daquilo que publico no RL. :)

    ResponderExcluir
  5. Nossa...uma viagem! Excelente visão e descrição...mexeu muito bem com sensações e imagens...gostei muito! Parabéns!

    Rafael
    Desce Mais Uma!

    ResponderExcluir
  6. megalindo... sempre sua marca... é... plantas e bichos que estão próximos que sofrem...

    ResponderExcluir
  7. Bom Ana, eu sempre gostei da escrita densa, é muito minha linha de inspiração, os últimos tempos já estavam tão borrados, que amenizei as cores e os textos, para colocar tudo no lugar. Mas logo vou alternando, porque toda vez que começo um escrito, é pro lado mais cru e doloroso que caminha. Tenho horror de aranha Ana, dos insetos ou sei lá, bichos peçonhentos, esse me apavora e fico paralisada se vejo uma. Imagina, desse tamanho ter medo de aranha. Excelente.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

VOLTANDO...

Veneza Olá, pessoal! Estive fora por uns dias, realizando um grande e muito antigo sonho: conhecer a Itália! Foi uma experi...