terça-feira, 24 de abril de 2012

A SORTE DE ESTAR VIVA




Em momentos assim,
Quando o céu se tinge
Dessa luz de fogo
Que aos poucos,
Chamusca a alma da gente,
É que sinto, pulsante e quente,
A sorte de estar viva.

Beleza caridosa
Da natureza, que doa
Sem limites,
Toda a sua beleza!

Em momentos assim,
Não existe incerteza!
Apenas um entregar-se, sem limites,
Confiante e serena,
A tudo o que vier,
Ao que se der.

Um comentário:

  1. E como é bom apreciar essas belezas da natureza, viver com gratidão e aproveitar cada minuto.
    Beijos e boa noite!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Contas

Eram contas de um colar pesado, Sem brilho, um tanto funesto Que alguém usava em volta do pescoço Como uma forma de p...