terça-feira, 10 de abril de 2012

Olhe em Volta!






Estive pensando nas vezes em que as pessoas se entristecem por não se darem ao 'trabalho' de olhar para o que está em volta delas. Elas não sabem o quanto minam o próprio poder de viver e crescer, ao dizerem coisas como "Não sou capaz..." ou "Eu seria mais feliz se..." Acredito que o mundo é um lugar muito bem planejado - pelo menos, na ideia original, e que existe um lugar e um motivo para todos que estão aqui. Quem sabe, eu não tenha nascido para ser uma cantora rica e famosa, mas tenha uma missão de vida que está aliada a algum outro talento? E quando gasto meu tempo tentando seguir caminhos que não são meus, tudo o que ganho é frustração e tristeza... que acaba virando uma revolta contra a vida!

Mas como consigo descobrir meus talentos? Um dia, li uma frase que dizia que, um talento se revela quando, ao fazermos alguma coisa, sentimos tanto prazer, que nós o faríamos de qualquer maneira, mesmo que de graça. Concordo com esta frase em parte, pois na vida, todos precisamos ganhar dinheiro. Se não conseguirmos ganhar dinheiro através de um talento, isto não significa que devemos deixá-lo de lado. Existem maneiras para que possamos conseguir fazer aquilo que amamos e que nos realiza, e ao mesmo tempo, ganharmos o dinheiro que precisamos através de algo que fazemos para nossa sobrevivência; mas o ideal, é que consigamos alinhar nosso talento ao nosso ganha-pão... mas a vida nem sempre corresponde ao que acreditamos ser o nosso 'ideal.' Afinal, do quê nós realmente sabemos?

Acho importante cultivarmos sempre alguma magia... existe uma coisa mágica na vida que faz com que ela seja ... uma mágica experiência! Mas para que possamos sentir e viver esta magia, a magia das coisas que acontecem, precisamos fazer uma coisinha bem simples, da qual frequentemente nos esquecemos: olhar em volta. Ser feliz agora. Com o que eu tenho. Desejar mais, mas sem nunca maldizer o que já tenho. Há tanta gente que odeia a casa onde mora, a cidade , o trabalho que faz... e passa tanto tempo cultivando essa negatividade, que não pensa em mais nada! O outro vira sempre o inimigo, o depositário de todas as frustações... quando tudo o que cada um vive, tem a ver consigo mesmo!...

Quando projeto no outro a culpa pelos meus problemas, é porque existe alguma coisa EM MIM que eu não estou conseguindo enxergar (talvez nem sequer esteja tentando). Eu não estou olhando para dentro de mim. Também não estou olhando em volta, para a vida, para as oportunidades que passam por mim, me olhando de soslaio, e que deixo escapar sem nem sequer esticar um braço na direção delas. Eu mesma faço isso de vez em quando... quando percebo, o momento passou. Acho que é um vício maldito da condição humana, mas ele precisa ser extirpado. Bem, o primeiro passo, é percerbermos o que estamos fazendo, e reverter o círculo vicioso.

Tenho tentado. Quero conseguir.


Um comentário:

  1. o homem é 80 por cento negatividade... por isso provoca tanta desgraça... linda noite.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Não Tenho Mais Nada Contigo

Estou escrevendo estas linhas  Só para deixar bem claro: Não tenho mais nada contigo. Teu rosto não faz mais figura...