terça-feira, 17 de abril de 2012

A MORALIDADE






Moral, segundo o meu dicionário, é parte da filosofia que trata dos costumes e dos deveres do homem para com seus semelhantes e para consigo. Conjunto de nossas faculdades morais. Tudo o que diz respeito à inteligência ou ao espírito, por oposição ao que é material.
Moralidade é diferente de moralismo (essa palavra adquiriu um significado um tanto pejorativo hoje em dia...). Somos moralistas quando achamos que as outras pessoas devem comportar-se segundo normas e padrões preconceituosos regidos por uma minoria. O moralista geralmente condena as diferenças.

Moralidade é o mesmo que reflexão sobre aquilo que fazemos. É estabelecermos nossos padrões e crenças baseados no que é certo, evitando causar danos e sofrimentos aos demais. Existem inúmeros moralistas por aí que não tem a menor moralidade. Acham que os conceitos de moralidade aplicam-se apenas quanto ao comportamento alheio em relação a eles, mas enquanto isso, agem de forma imoral a fim de atingir aos outros negativamente.

Para mim, o melhor conceito de moral que existe, é justamente: "Não faça aos outros o que não gostaria que fizessem a você."

O amoral age por impulso. Mas às vezes, ele pode passar muito tempo maquinando planos para chegar aonde quer. Não pesa as consequências de seus atos, e se necessário, passa por cima dos outros para conseguir o que deseja. Quando a infelicidade e o mal, consequente de seus próprios atos, lhe advém, diz-se vítima inocente dos que tem moralidade. Acha-se no direito de julgar, mas não de ser julgado pelos demais.

Acho que ninguém pode ser feliz se não cultivar o mínimo de ética moral. Os anti-moralilidade que me perdoem... 

Mas para mim, a moral não é bancar o certinho; não é usar um maiô de gola rolê quando vai à praia. Muito menos, ir à igreja todos os domingos e comer a hóstia. Ter moral não tem nada a ver com evitar de tomar uma taça de vinho ou uma cervejinha no final de semana. Muito menos, com abster-se de ter prazer sexual (pelo amor de Deus). 

Ter moral não significa ser santinho. Também não é jamais dizer palavrões ou jamais ficar zangado. 

Ter moral é não prejudicar ninguém. Para mim, é só isso. É viver e deixar viver, e não ser traiçoeiro.

4 comentários:

  1. Não sabia que moral é conceito filosófico, sempre pensei ser religioso. E, pela moral e bons costumes, o vento será nossa herança.

    ResponderExcluir
  2. Ana, andam juntas moral e ética, por isso diz-se que; com o mesma medida que usares para com os outros, será usada para si. Lembro sempre do ditado: Quando apontas o outro, nunca esqueça que terás 4 dedos voltados pra você. Tenho horror Ana, falso moralismo, ser por fora bela viola, por dentro pão bolorento. As vezes me dou mal por expôr sentimentos, desejos, falhas, defeitos, erros, mas poxa somos humanas, assim como precisamos de beber, comer, ir ao banheiro, tudo faz parte dessa nossa humanidade. Por isso digo: ADORO LER VOCÊ, nunca saio de mãos vazias. VORTAAAAAAAAA ANAAAAAAAAA.

    ResponderExcluir
  3. Olá Ana! Nesse sentido, ter moral é ser ético. E um mundo sem ética seria o próprio caos. Sempre bom demais ler-te. Beijos

    ResponderExcluir
  4. rsrs...é o mundo em que vivemos... e o pior disso tudo é o sem ética que se faz tal... é o mais comum e o mais perigoso discurso... uns se acham mesmo 'portador da ética', os doentes mentais-sociais... outros, se fazem por canalhice mesmo, adoram ser assim, riem dos outros, aprontam as piores leviandades...esses são os verdadeiros assassinos da moral... bjuuu

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Não Tenho Mais Nada Contigo

Estou escrevendo estas linhas  Só para deixar bem claro: Não tenho mais nada contigo. Teu rosto não faz mais figura...