sexta-feira, 20 de abril de 2012

REFÚGIO







Quero estar junto ao mar
Quando a Terra dormir,
Quando a luz apagar,
Quando não mais houver
Nem sequer, esse mar...

Com cobertas de ondas,
Com cabelos de algas,
Com anéis de corais
E colares de conchas,
Quero estar junto ao mar
Quando o mundo acabar.

Vou dormir na areia
E olhar as estrelas
Uma a uma, apagando,
O luar, se fechando,
Todo o céu desabando
Em poeira de luz!

Quero estar junto ao mar,
Ao meu lado, Jesus,
A guiar-me no escuro
E levar-me consigo
Mas não sei se consigo,
Mas não sei se consigo...

Um comentário:

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Contas

Eram contas de um colar pesado, Sem brilho, um tanto funesto Que alguém usava em volta do pescoço Como uma forma de p...