quinta-feira, 12 de abril de 2012

CAMPAINHAS






Campainhas anunciam chegadas, e por isso mesmo, jamais devem ter um som irritante. Adoro aquelas que fazem ‘dlim-dlon’ como os sinos, e que soam suavemente pela casa. Bem, a minha não é assim, pois tenho um moderno interfone, cujo som é bastante chatinho. Mas um dia, ainda vou ter uma campainha que faça ‘dlim-dlon!”


No apartamento onde morávamos quando me casei, a campainha era estilo ‘cigarra’, e o som me assustava toda vez que alguém apertava o maldito botão! O som era como de um sapo rouco amplificado. Meu sogro tinha a mania de pendurar-se na campainha, tocando-a prolongadamente várias vezes antes que eu abrisse a porta. Ah, como eu ficava furiosa! E ele parecia saber disso.


Em uma das casas que morei, havia uma campainha que fazia ‘dlin-dlon.’ Adorava quando ela tocava, e ia abrir a porta bem-humorada. O problema, é que naquela rua passavam muitas crianças... e as danadinhas adoravam , como meu sogro, pendurar-se na campainha! Até aí, nada demais, se fosse apenas irritante; o maior problema, é que a campainha vivia entrando em curto, pois quando este tipo de campainha não é soado através de um breve toque, ou seja, quando a criatura que está tocando a campainha enfia o dedo e fica apertando toda vida, ela entra em curto. É uma campainha feita para pessoas educadas.


Um dia, o curto circuito foi tão grande, que quase colocou fogo na casa! Começou a soltar faíscas, explodiu, o fogo acendeu e a caixa da campainha caiu no chão da cozinha, em chamas. Sorte é que tinha um rapaz trabalhando em minha casa, e ele conseguiu apagar o fogo antes que virasse um incêndio, e desligou a luz geral. Depois daquilo, mandei tirar a campainha, pois fiquei pensando no que teria acontecido se um daqueles pequenos demônios tivesse tocado a campainha em uma hora que ninguém estivesse em casa.

Gostaria de ter uma campainha que fizesse ‘dlin-dlon.’ Mas acho que o mundo ainda não está preparado para elas.


7 comentários:

  1. A famosa campainha "Avon Chama". Foi coqueluche no final da década de cinquenta.
    http://carissimascatrevagens.blogspot.com.br/2010/06/avon-chama.html

    ResponderExcluir
  2. Que crônica mas leve e bela de se ler!
    Pois é! As dlin-dlon são, de fato as menos irritantes.
    Certa vez um amigo meu resolveu pregar uma peça numa dessas visitas tiradas a engradadas.
    Eles costumavam tocar a campainha e fechava o olho mágico com o dedo.
    Então ele ligou um fio na tomada elétrica e a outra ponta tocou o olho mágico. Nunca mais o sujeito fechou o olho mágico.
    Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  3. Gostei Ana desta cronica sobre as campainhas e comportamentos.Os sons são importantes em nossas vdas e podem influenciar em nosso humor,como bem relatou.Já passei pela Cigarra e pela "dlin-dom",hoje uso uma eletronica com varias musicas,para programar,mas moro em apartamento,rsrs.Se morasse em casa nao teria,pois ha sempre um espirito de porco para nos chatear.
    Bem humorada amiga.
    Meu abraço.

    ResponderExcluir
  4. Essa campainha ding dong foi inventada pelos mesmo inventor dos produto Avon, só pra cUmbinar com o comercial, ding-dong-Avon-chama. Vou contar uma coisa, e é sério. Si eu murasse em uma casa colocaria a campainha dos meus sonhos. Seria acionada por uma corda puxada lá fora no portão. Na outra ponta da corda três sinos dos que se penduram nas vacas, de tamanhos e som diferentes. Eu adoro o som dqueles sinos das vacas. O pobrema das pessoa que ficam pendurada no butão da campainha cigarra é simpres di arresorver, Lá fora no portão coloque outra campanhinha cigarra. Quando o pendurador de butão de campainha escutar aquele barulho horrorroso ele despendura rapidinho.É até pussível que ele nem toque mais, vai preferir gritar lá de fora:_Ô DI CASA, Ô DI CASA...

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Ana Bailune. Se a Lattiffa de Sá Ben Jor ainda conseguisse latir bem alto estaria resolvido o seu probrema. rsrs. Falando nisso, como ela está? Será que ela comeu aquela perereca verde gosmenta da caixa dos Correios?! hehe. No mais, uma ótima sexta-feira 13 pra todos nós. Valeu! Marcelo Braga.

    ResponderExcluir
  6. Eu nem tenho campainha, tenho um interfone horroroso e na porta um monge que toca um sino: dlindlon.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Mandrágora

Teu Nome – raiz de mandrágora Perpassando o meu caminho, Me fazendo tropeçar... Um dragão adormecido Em isolada cave...