sexta-feira, 6 de abril de 2012

haikais








haikais -


Cheiro de musgo
Vem da terra molhada
Doce umidade



Rio que corre
Libélulas imensas
Matando a sede



Um raio de sol
Transpassando as folhagens
Das verdes copas



Cigarras cantam
No escuro da floresta
Tarde que morre




















Hortências azuis
Olhavam-se no espelho
Riam no vidro.


Do azul do céu
Serviam-se as hortências
Sem cerimonias...


Cachos de flores
Quais manchas azuladas
Em tons degradé











3 comentários:

  1. belos haicais, a natureza nos leva a produzir coisas lindas... bjuuu

    ResponderExcluir
  2. Uau! Está aí uma arte que admiro, mas não domino. Certa vez postei um artigo sobre haicais: http://casal20ribas.blogspot.com.br/2011/03/poesia-japonesa-serie-de-posts-sobre.html

    Abraços sempre afetuosos.

    Fábio.

    ResponderExcluir
  3. Um mais lindo q outro!! Está de parabéns pela leveza da inspiração!!
    Tbm aproveito p lhe desejar uma Páscoa feliz em família!!
    Beijo no coração!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

VOLTANDO...

Veneza Olá, pessoal! Estive fora por uns dias, realizando um grande e muito antigo sonho: conhecer a Itália! Foi uma experi...