domingo, 3 de junho de 2012

Pequenas Lições




Como seres humanos 'pensantes,' nos achamos superiores às outras criaturas. Julgamo-nos os mais fortes, os que tem mais direitos, os mais inteligentes, os que podem fazer e desfazer, achar e 'desachar.' Se alguém ou algo nos incomoda, achamos lícito matar, afastar, atacar.

Gosto muito de observar a natureza, e dela tiro muitas coisas úteis que trago para minha vida. Outro dia, capinando algumas ervas daninhas, deparei com este grupinho de insetos escondidos sob a folhagem, iluminados apenas por um raiozinho de sol que passava entre as folhas, vivendo as suas vidinhas.

Ocupavam o espaço que lhes era necessário. Permaneciam unidos, sem rivalizar uns aos outros. Não discutiam quem era o mais importante, ou qual crença religiosa era a mais certa, ou delimitavam espaços em volta deles: apenas viviam, e unidos, desfrutavam da vida e do raiozinho de sol que lhes cabia.

Eram tão pequenos, que um olhar menos atento não os teria sequer enxergado. Mas eles não são bonitos?

Capinei o mato em volta deles, e deixei-os ali, onde estavam...

3 comentários:

  1. Fez muito bem, eu teria feito o mesmo. Todo ser vivo merece viver. Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Olá!!! Parabéns pelo texto. Certamente desperta em nós a inferioridade da espécie humana, que consegue dar asas à imaginação fazendo coisas como falar mal, pre-julgar, tentar ganhar no grito (ou no tapetão)... Como já disse alguém, não é preciso muito para ser feliz.

    ResponderExcluir
  3. Assim deveria ser na vida né Ana, que as pessoas nos deixassem no nosso cantinho unidos e felizes.A natureza é uma bela escola,basta sensibilidade.
    Abraços de paz e luz.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Contas

Eram contas de um colar pesado, Sem brilho, um tanto funesto Que alguém usava em volta do pescoço Como uma forma de p...