quarta-feira, 13 de junho de 2012

Não Perca a Fé!




A força da tua fé
Vai te levar por uma outra estrada,
Onde a paisagem é mais feliz
E tua esperança,
Mais arejada.

Não perca a tua fé,
Pois ela é o que de mais
Importante te resta,
E ela te olha,
Através desta fresta...

Não perca a fé,
Pois mesmo dentro da noite
Mais negra, ela será
Tua luz,
Teu conforto,
Tua resposta.

3 comentários:

  1. A fé, assim como a intuição, nos levará além...

    Belo texto, Ana

    Visite aqui: http://palavreandome.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. A fé deveria ser como fazer como fazer café, a gente tem fé quando vai lá na cozinha, deixa a água com açúcar ferver, depois faz a coagem. Ninguém duvida de que algo tão simples como preparar o café aconteça, que é, na verdade, um ato de fé. Mas, quando a coisa descamba para algo que a gente acha que é mais do que fazer café, e para aquele que tem fé pra valer, é o mesmo, nós nos perdemos. Acho que é por isso que nunca fui muito longe, simplesmente porque sempre achei que o muito longe é algo muito mais difícil do que fazer café, quando, como já disse, para quem... É isso, um dia eu chego lá. Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Ninguém é bom professor do que não conhece...Do que se conhece fala-se com autoridade.Seriam essas as premissas sobre a fé fortalecidas na lógica. Mas para alguns é preciso ir além do café que sairá pronto de sua feitura, fisicamente, para outros seu exemplo é bastante, filosoficamente, pois você sabe, veja bem, SABE(!) e acredita que o café VAI ACONTECER. Para crer que o café acontecerá, vc foi na cozinha, agilizou o preparo e aguardou que ele acontecesse. Crer, ter fé, á assim. Precisa preparar seu interior, assumir esse acontecimento, não fragilizar discursos de dogmas. Não fosse assim vc não creria em nada, nem que o café acontecesse, nem em vc. Religião e crença são coisas diversas, a filosofia estuda o hipoteticamente desconhecido e o inexatamente conhecido, e o aspecto místico é filosófico, Os grandes filõsofos fora santos, o venerável Aquinate, São Tomás de Aquino, Santo Agostinho e outros. Não é demasia dizer, que Aristóteles, festejado filósofo que legou a lógica no pensamento, considerava um Deus de amor cristianizado por Aquino.Abr. Celso

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Não Tenho Mais Nada Contigo

Estou escrevendo estas linhas  Só para deixar bem claro: Não tenho mais nada contigo. Teu rosto não faz mais figura...