sexta-feira, 8 de junho de 2012

BOA NOITE!





Esse teu silêncio já me disse tudo
Pois então não fale, continue mudo,
Dói bem menos saber sem precisar ter ouvido.

Teu 'boa noite' sêco, sem toque e sem beijo,
Teu olhar travado, sem profundidade,
Já disseram tudo o que havia a ser dito.

Se é por este caminho que queres seguir
Saiba que a volta nem sempre é possível,
E quem ficar para trás, será esquecido.

Pois minha vida feita de compartimentos
Não admite mais, em nenhum momento,
O sofrer voluntário que é saber-se traído.

Não farei perguntas nem haverá cenas,
Ou qualquer atitude que me faça pequena
Ou que te dimensiones maior do que és.

Cada um que cate seus próprios pedaços,
E assim como tu, hei de achar outros braços
Que me acalentem sem me atraiçoar.

Que a tua verdade possa revelar-te,
Que os espinhos que plantas sejam teus caminhos,
E que a tua consciência seja teu açoite.

Boa noite.


*****




ps: é apenas um poema, for Heaven's Sake!

2 comentários:

  1. SIMPLESMENTE UM ENCANTO TEU POEMA!!! APLAUSOS MIL!! ABRAÇO!
    PEDRO CAMPOS

    ResponderExcluir
  2. um belo poema... a música sempre sensibiliza nossos sentidos... bjuuu

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Mandrágora

Teu Nome – raiz de mandrágora Perpassando o meu caminho, Me fazendo tropeçar... Um dragão adormecido Em isolada cave...