Trovas - natureza






Folha de palmeira
Tiras navalhadas
Projetando sombras
De esguias fadas.






Estrelas azuis
Num céu de veludo
São olhos de um santo
De alcance profundo...







Água farfalhante
Jorrando na fonte
Juntando-se às gotas
De uma chuva errante







Nuvens de silêncio
Passando no céu
Deixam brancas marcas
Como um longo véu.







Pétala escarlate
De rosa, que cai
Qual um arremate
Da vida que se esvai...







Quadrado de grama
Entre muros de hera
Cenário da trama
De uma longa espera.







Nos teus olhos verdes
Traços de beleza
Que matam minha sede
E a minha tristeza.




                                                       

Comentários

  1. Ai meu Deus que coisa mais linda essas trovinhas. Eu as adoro e admiro quem as faz rimar assim com essa cadencia tão gostosa.

    Tá lindo demais, Ana!
    bacios

    ResponderExcluir
  2. Boa noite Aninha... Muito lindas e doces trovas... Pedacinhos de natureza pintados com muita delicadeza, amei, parabéns! Teu cantinho tá um luxo!!! Parabéns! Um beijo, fica com Deus...

    ResponderExcluir
  3. BOM DIA !!!!!!!!!!!!!
    TROVAS QUE FAZ AS PALAVRAS SE VOLTAREM PARA A RIMA...
    BJSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  4. Bom dia, Ana. Finalmente te reencontrei!
    Trovas belíssimas, encantadoras, com a sua marca personalizada de grande significado!
    Parabéns!
    Beijos na alma e fique na paz de um lindo fim de semana!

    ResponderExcluir
  5. MEU DEUS PORQUE SÓ ENTREI AQUI AGORA?

    SOMOS PARCEIRAS DO QUIOSQUE, E HOJE DEVIDO A PROPAGANDA DE SUA PESSOA MARAVILHOSA NA COLUNA DE NOSSA AMIGA LU ESTOU AQUI PARA TE BRINDAR, LINDÍSSIMO POEMA, A CADA VERSO QUE LIA, MEU CORAÇÃO GRITAVA DE ALEGRIA. LINDA RIMA.

    PARABÉNS, MTO SHOW.

    JA ESTACIONEI POR AQUI.
    EBJS NO TEU CORE.

    PATTY.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

Sentidos

VIDA