A Simplicidade da Complicação









Viver e morrer é tão simples,

Tão fácil
Tão natural...
É quase como ir ao banheiro,
Lavar as mãos,
Fazer uma refeição,
Virar uma esquina...

A moça pula do prédio
Se esborracha lá no chão...
Enquanto isso,
Nasce o bebê da vizinha,
Agoniza um velho,
Morre um cão.

Velório e chôro de um lado,
Compras no shopping e MacLanche Feliz,
Luto e tristeza,
Festa, luzes, Música sertaneja.

Viro outra esquina,
Entro na contra-mão.
Viver e morrer é tão simples,
Só que nem sempre é bom...




*

Comentários

  1. Olá amiga você que está sempre presente em meu cantinho, eu venho lhe agradecer de todo o coração, o carinho de sua presença. Que Deus a abençoe e guarde, hoje e sempre. Assim que poder voltarei. Tenha uma linda semana coberta de muita paz e amor! Com carinho Maria Alice. Obrigadoooooooooooo!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Uma vez mais, fico aqui especado perante a tua fotografia e o teu VIVER E MORRER É TÃO SIMPLES.

    No último verso, podias ao bom ter acrescentado :

    E tantas outras vezes tão doloroso é o fim..

    Um beijo, ANA: as tuas postagens são pérolas !

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana! estava lendo a postagem de alguns blogs, falando da morte do Charlie Brown Jr. jovem, famoso... mas como você descreve a morte faz parte da vida. Só existe mote porque existe vida e ela é exatamente como vpcê retrator tão bem.
    De um lado uns choram a partida de pessoas queridas, do outro lado comemora-se o nascimento de uma criança.Por isso, quem acredita na vida eterna, diz: quando uma pessoa boa morre, a terra chora e o céu sorrir, porque nasce na outa vida.
    Abraços, uma linda tarde.

    ResponderExcluir
  4. Simples e, de certa forma, banal. Mas só acontece uma vez e aí estão a alegria e a dor. Bjs.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

VIDA

Sentidos