terça-feira, 26 de março de 2013

Cartas




Surpreende-me,
A maneira como  embaralhas
E distribuis vidas
Como se fossem cartas...

Jogas,
Descartas,
E roubas no jogo
Para a nefasta glória
De uma sórdida vitória.

E a mesa
Ganha sempre,
Cartas marcadas,
Nem lembras que são gente...

¨¨¨¨

5 comentários:

  1. BELO AMANHECER!
    VIDA EMBARALHADA NOS MOSTRA SEMPRE AS CARTAS.RSRSRSRRS
    BJSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  2. Mescla de poesia e verdade. Mescla de leveza à característica do que é forte. Por isso, não me canso de dizer que isso é Ana; Ana Bailune.

    ResponderExcluir
  3. O pior é que há muitas pessoas assim,que jogam com a vida dos outros pra obter vantagens pessoais!Beleza de poesia e reflexão!bjs,

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

AMANHECEU

Amanheceu novamente Sobre as igrejas e telhados dos que ainda dormem E dos que jamais despertarão. Amanheceu sobre as p...