sábado, 16 de março de 2013

Aquele Poema





Arranca-me lágrimas
Aquele poema de Cecília...
"Cabecinha boa de menino triste..."

Enquanto isso, tu passas ligeiro
Numa folha soprada pelo vento,
Pousas nas patas de um passarinho,
Chegas no ruído da chuva
E no brilho do sol.

Sigo tua imagem, que nunca é bem clara,
Ouço tua voz na brisa das coisas...




2 comentários:

  1. Tb me comoveu o teu poema!Inspirado e muito bonito!bjs,

    ResponderExcluir
  2. Ana, a gente passeia lendo o seu poema. Muito bom!
    bjs
    Manoel

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Não Sou Luz

Não sou luz; sou uma chama Que teima em manter-se acesa No limiar da incerteza. Minha fé é meu apoio, Meu legado, nes...