sexta-feira, 29 de março de 2013

Textos de Humor






Textos de Humor


Como muitos já sabem, há algum tempo faço parte da escrivaninha dos Cavaleiros do Apocalipse, e meu personagem, chama-se Anna Vagalume. Outras pessoas, além de mim, também já fizeram parte, mas por motivos pessoais, nos deixaram; atualmente, ficamos Marcelo Braga (ou Magrelo Praga) e eu.

O que é um texto de humor?

Desde os primórdios da comédia, os textos de humor tratam do cotidiano, das pessoas comuns, e antigamente, estes personagens eram retratados nos palcos de teatro em todo o mundo; lá estavam eles: o cobrador de impostos, a dama hipócrita, o vizinho, o plebeu  e até o Rei! Todos eles retratados de forma cômica, com suas piores 'qualidades' ricamente caricaturadas. E os teatros ficavam cheios, pois todo mundo gostava daqueles personagens - com os quais, muitas vezes, se identificavam.

Porque rir de si mesmo é uma das coisas mais relaxantes que existem. Apenas as pessoas realmente desprendidas são capazes de tal proeza. Nós mesmos, que fazemos parte da escrivaninha dos cavaleiros do Apocalipse, somos personagens ridículos de nossas tramas ridículas. Porque o ridículo faz rir.

Hoje em dia, é muito comum as pessoas considerarem bullying o que antigamente era chamado de 'brincadeira.' Hoje em dia, as pessoas chamam de preconceito, abuso, cretinice aquilo do qual elas mesmas riem (desde que se trate do político, do artista de TV, do personagem da novela). 

Programas como Casseta & Planeta, A Grande Família, Entre Tapas e Beijos, Zorra Total, A Praça é Nossa, CQC, Pânico na TV e muitos outros, sobrevivem fazendo troça do cotidiano. Isto chama-se comédia. A comédia da vida. Todos que os assistem dão gargalhadas ao identificarem, entre os personagens, o político, o vizinho, o professor, e até eles próprios! Nos tempos da censura, não se podia ridicularizar os políticos; mas graças a Deus, a censura acabou, terminou!

E qual é o objetivo dos Cavaleiros do Apocalipse? Rir e fazer rir. Retratamos o ridículo, o lado engraçado  do cotidiano. Jamais citamos nomes de pessoas do Recanto das Letras, embora alguns possam estar lá. Até nós estamos! Eu mesma sou a personagem 'desconfiada' e 'brigona', enquanto Marcelo é o 'preguiçoso' e 'oportunista.' Se não fosse assim, não haveria humor.

Não temos como objetivo 'atacar' ou ferir ninguém. Se alguém pensa assim, está errado. Podemos usar o espaço, entretanto, para tentar refutar ataques a que somos submetidos, vindos de pessoas que clamam pela sua liberdade de expressão, e ao mesmo tempo, tentam controlar a liberdade alheia. E podem ter certeza que os personagens que criamos inspirados nestas pessoas, não são sequer dez por cento do que já tivemos que engolir vindo deles...

4 comentários:

  1. AIIIII EU AMEI, REALMENTE ANA, QUANDO CRIO UM PERSONAGEM, ESPECIALMENTE MULHERES GOSTO DE CRIAR UMA MULHER FORTE, E QUE NUNCA DEIXA SER INTIMIDADA POR NADA, NEM POR HOMENS E NEM BULLING,AO CONTRARIO DO QUE EU JA PASSEI, A 1 SEMANA SOFRI ASSIM NO TRABALHO, POR ISSO, JA TIVE QUE ENGOLIR CADA UMA, MAS AINDA BEM QUE PODEMOS POSTAR O QUE QUISERMOS, E UMA VEZ CRIEI UMA PERSONAGEM FALSA, INVEJOSA E COM SORRISO FALSO, E ACONTECEU COMIGO NESTA SEMANA PASSADA EM QUE JA REALTEI, SOFRI COM ELA, MAS ACABOU, PQ DESTA VEZ NAO PARTI PRA IGNORÂNICA, DE LA FORA DO TRABALHO DAR UNS TAPA NELA, E EXIGIR SATISFAÇÃO, SIMPLESMENTE EU A IGNOREI, RSRSR E DEU MAIS CERTO.


    MAS GOSTARIA DE VER ONDE VC PARTICIPA DO ESCRIVANINHA, ADORO SEUS CONTOS E QUERO TE LER MAIS.
    AMEI ESTA BLOGADA, BJS EM TEU CORE.

    PATTY.

    ResponderExcluir
  2. Caraca?! Que é isso de Cavaleiros do Apocalipse???? Eu gostei, gostei sim e onde posso achá-los?

    Muito legal essa tua descrição sobre o jocoso, a comédia, o saber fazer rir despertando o bom humor dos ranzinzas (feito eu algumas vezes)kkkkkk.
    Pode crer, retratar o ridículo torna-se patética a situação e o riso vem de graça... Simples assim!

    Very good my friend, I loved
    kisses

    ResponderExcluir
  3. Que lindo isso, adoro rir e rio de muitas coisas, principalmente de mim mesma, pois é, rir de nós mesmos é um dom e eu tenho esse dom, senso de humor muito bom!
    Amei seu post, ou melhor, estou amando, lendo aos poucos!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Gentem, é só visitar, no Recanto das Letras, a escrivaninha "Cavaleiros do Apocalipse." Grata!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

É QUE ÀS VEZES, O ADEUS PESA...

Não, não pude olhar para trás,  Atravessar aquela rua, Ir ao pé da tua janela E me despedir. Não, eu  não pude hes...