domingo, 7 de abril de 2013






Minuto


Perdem-se horas
A compreender
A importância
De um minuto


Um por-de-sol,
Nuvens rosadas
Cores mutantes
Que nada duram...

Desabrochar 
De cada flor
O azul do céu
E seus matizes...

Perdem-se dias
A compreender 
A importância 
De um momento...

Eles se vão,
Não voltam mais,
Ficam os ecos
Entre as paredes...

-Morrem de sede
Enchendo potes!


6 comentários:

  1. Oi Ana! Lindo e verdadeiro poema. Com certeza, muitas vezes perdemos horas para resolvermos algo que poderíamos resolver em um minuto. Temos que descomplicar.
    Uma linda tarde. bjuss

    ResponderExcluir
  2. Precioso poema... (cheio de flores caindo... que lindo!)

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Ana, ficou lindo seu poema. Precisamos mesmo aprender a dar importância a cada momento. afinal, nossa existência nada mais é que a soma de momentos...

    ResponderExcluir
  4. ¸.✫¨´`'*°☆.
    (: ♥(◠‿◠)♥
    `❥•♪♫¸¸.☆
    --- ☆`"•.¸.•°*”˜˜”*°•✫
    ░¸.•°*”˜˜”*°•✫♥ ¡¡¡ Con cariño para Ti !!! ♥☆
    ♡░♡░♪░░░░░░░░░♡░♡░♪✫¸.•°*”˜˜”*°•.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Mandrágora

Teu Nome – raiz de mandrágora Perpassando o meu caminho, Me fazendo tropeçar... Um dragão adormecido Em isolada cave...