quinta-feira, 4 de abril de 2013

Amizade





As coisas que eu sinto são apenas as coisas que eu sinto. As minhas opiniões são apenas isto- opiniões. Jamais serão decretos, jamais tentarão impor pontos de vista.

Nem sempre serão amigas todas as pessoas que estiverem presentes no momento da sua queda; algumas poderão estar lá apenas pelo mórbido prazer de lhe ver cair. Mas com certeza, serão amigas todas aquelas pessoas que estiverem lá, de pé, aplaudindo quando você se levantar e sacudir a poeira.

Amizades virtuais são coisas muito raras; não que elas não possam existir, mas são raríssimas... para mim, só podemos dizer que alguém é realmente amigo, se partilharmos acontecimentos e experiências de vida. Acredito que, virtualmente, encontramos pessoas com quem temos afinidades - ou não; podemos admirá-las e gostar delas por aquilo que elas nos mostram sobre elas mesmas, seu modo de pensar, opiniões, habilidades; mas como considerá-las amigas verdadeiras, se a amizade precisa daquele cimento dos anos para que possa ser solidificada? O cimento da colaboração mútua, da experiência de vida, da convivência real, dos olhos nos olhos...

Existem algumas pessoas que admiro virtualmente, e com quem acredito que teria uma amizade sólida aqui fora; mas as distâncias geográficas nos separam. Tenho poucos amigos aqui fora; mas sei que são amigos de verdade. Sei que estariam lá para me aplaudir - como já estiveram - tanto no meu sucesso quanto nos momentos em que me ergui dos meu fracassos.

Tenho cuidado ao afirmar que alguém é meu amigo; tanto por ele quanto por mim. Acho que é preciso conhecer devagar. E a isto eu chamo, não de 'desconfiança,' mas de respeito mútuo, de cuidado. 

A amizade verdadeira precisa de bases sólidas, que são construídas pouco a pouco, com as pedrinhas e o cimento da convivência. Acho que para mim, dão bons amigos aquelas pessoas que conseguem passar muitas horas sozinhas com elas mesmas sem se sentirem entediadas. Aquelas pessoas que não tem medo de dizerem o que pensam, e que não se incomodam tanto com a opinião alheia a respeito delas. E, principalmente, aquelas pessoas que tem bons ouvidos. Que sabem fazer de uma conversa um diálogo interessante, e não um monólogo cansativo. Aquelas pessoas que sabem respeitar meus silêncios e distâncias, e que saibam ser amigas sem sem serem cobradoras. As pessoas que sabem a hora em que estou dormindo, comendo ou trabalhando.

Não é fácil ser amigo; mas é fácil dizer-se amigo.



10 comentários:

  1. Excelente seu texto, Ana...entendo perfeitamente o que você quis passar com suas palavras...com certeza admiro sua sinceridade, a riqueza que você coloca em suas palavras.
    Beijos,
    Valéria
    *está muito lindo seu blog

    ResponderExcluir
  2. Linda Ana, como é bom poder escrever e ter quem lê e assimila a mensagem, amigos de verdade mesmo é difícil, as pessoas precisam de companhia, de cumplicidade, de apoio e respeito, principalmente o respeito.
    Amigos virtuais são ótimos, tanto quanto os amigos que conhecemos pessoalmente, ainda bem que há essa capacidade de comunicação, pois está na bíblia, li em algum lugar por lá, "até as pedras falarão", até postei algo a respeito, vou procurar e de novo postar, escrevi faz tempo, portanto é possível sentir as boas ou más energias das pessoas mesmo virtualmente.
    Viver e ter amigos é mesmo muito bom!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Ana
    todo seu texto vem bem a calhar sobre o que estávamos conversando na Google... não podemos é ter avaliação pétrea de um comportamento,nem real e muito menos virtual, é necessário tomar cuidado ao se fazer juízo de valor das pessoas,para o bem e para o mal, afinal , como vc disse , a amizade tem q ser construída devagarzinho, com diálogos e respeito.Sei que na web há uma banalização de amigos ou não amigos, e até penso que o PC pode ser um grande aliado na aproximação das pessoas. Encurta distancias e facilita os contatos, mas é uma faca de dois gumes. Nunca se sabe o caráter da pessoa e sua verdadeira intenção quando se está teclando. É um território onde o anonimato permite mentiras e enganos, pois através dos nicks escolhe a vida virtual que deseja para si.
    E o pior é que há sentimentos, emoções, reações extremas dentro das pessoas que nunca são expostas,que somente a convivência e à observação atenta pode até decifrar o papel escolhido ... Não sei.
    Meu carinho
    ah..belo texto
    Boa tarde
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Creio ter entendido e concordo, de uma maneira geral, com o seu texto. Não que isso seja importante para alguém (a minha concordância), mas para partilhar a minha opinião. Entendo essa diferença de significado de "amigo", vivo-a (essa diferença).
    Gosto do texto e da frontalidade que ele contém!

    ResponderExcluir

  5. Olá Ana,

    Concordo com você.
    Amizades verdadeiras são construídas e provadas ao longo de uma convivência real.
    No mundo virtual temos afinidades com pessoas que acreditamos seriam grandes amigas fora da tela,
    mas sem garantia, pois na convivência poderiam demonstrar ser o oposto do que aparentam. Afinal, não é fácil conviver e amigos se aceitam como são e conhecem os limites que norteiam este tipo de relacionamento.

    Ótimo texto.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Ana, o conteúdo desse texto é essencialmente real. Nós e (creio) todos, que mantem um relacionamento virtual precisam ir com calma, porque não há olho no olho, nem toque e muito menos tom de voz. É complicado a gente doar e depois decepcionar.

    É preciso saber empilhar tijolinhos para uma amizade fundamentar. No entanto se usarmos argamassa de má qualidade, tudo irá ruir. De uma maneira ou de outra... A seleção é natural.

    Texto de grande valor intuitivo, parabéns.

    bacio

    ResponderExcluir
  7. Boa noite minha querida !
    Vc sempre colocando aqui textos magníficos do qual admirável por todos que por aqui passa...
    bjs de boa noite !!!

    ResponderExcluir
  8. Também sou cuidadosa com amizades virtuais, e com os poucos amigos que a vida me mostrou. Já escrevi muito sobre isso, não vou me repetir neste comentário, mas o pensamento vai pelos mesmo caminhos que você aqui mostrou. Um abraço fraterno, até!

    ResponderExcluir
  9. Algumas pessoas, nesse nosso mundo especial, despertam sentimentos. Nós as admiramos e percebemos a existência de afinidade. Não gosto de avaliar pelo lado negativo e prefiro pensar que muitos são, de fato, merecedores de carinho e estima. Certamente, a amizade, em seu profundo e real sentido, estaria a exigir uma outra espécie de convivência. Como esse relacionamento à distância pode ser mantido sem confidências (importante), nada impede que o nominemos "amizade". Uma outra forma de vivenciá-la, mas também prazerosa. Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Gostei da sinceridade e simplicidade. Não é fácil ser-se amigo. Nem respeitar silêncios e distâncias. A amizade é vivida no coração e não num espaço social convencionado.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

AMANHECEU

Amanheceu novamente Sobre as igrejas e telhados dos que ainda dormem E dos que jamais despertarão. Amanheceu sobre as p...