DIMENSÃO







Dimensão


Tudo fica bem maior à noite;
O amor, o silêncio,
A alegria, a tristeza,
A solidão, a dor...

Tingido de negro,
Salpicado de estrelas,
O sentimento se abre,
Se expande, se revela,
Pinta na tela da vida
A verdadeira dimensão das coisas.

Ah, e se chove!...
Os pingos no telhado,
São como avisos martelados
Daquilo que não queremos
Ou achamos que não devemos enxergar!...

A noite revela todas as mentiras
E todas as verdades,
Tirando todos os disfarces da alma,
Aumentando todas as saudades!

E vem a madrugada lentamente,
Se aproxima de nós qual lenitivo
Que nos oferece mais um dia ,
Mais uma chance de esquecer,
De achar que superamos,
De fingirmos não perceber...














Comentários

  1. Somos assim mesmo. Muitas coisas que temos dentro, ou não queremos enxergar, ou simplesmente negamos.

    Abraço,
    Jorge

    ResponderExcluir
  2. Lindo poema!
    É bem assim, pois é mesmo a noite que deparamos com nosso "eu", sempre me ponho a refletir sobre mim e minha vida, encontro respostas nessas horas, amo a noite!
    Sonhar então, adoro, acordo e faço esforço para recordar os sonhos, sempre consigo.
    Amei os versos e concordo, a noite revela mesmo todas as nossas fraquezas e fortalezas!
    Abraços amiga poetisa!

    ResponderExcluir
  3. Belo poema, Ana. Realmente, a madrugada é reveladora, as máscaras caem...

    ResponderExcluir
  4. Olá Ana, e que tudo esteja bem!

    Muitas verdades expressas nestas tuas belas e elaboradas palavras deste teu escrito, bem intenso.
    Talvez quando chega a noite em nosso aconchegante lar, ouçamos as palavras do silêncio, ou nossa própria consciência nos indicando onde acertamos ou, erramos em nossa conduta durante o dia!

    E por cá houve mudanças, sempre está belo este teu canto, e deveras agradável, parabéns pelas postagens que sempre fazem pensar, obrigado pela amizade e visitas, e assim desejo que teu viver seja sempre de felicidade intensa, abraços e, até mais!

    ResponderExcluir
  5. O escuro da noite não encobre os sentimentos, coloca-os em evidência. Mas a alvorada, só de nos levar à sensação de que tudo vai ser diferente, no novo dia, já é compensadora. Bjs.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

VIDA

Sentidos