Xamãs




Consumiram nas chamas os xamãs,
E as suas palavras
Jazeram, quebradas
Aos pés das cruzes flamejantes,
De onde escorria sangue.

Suas bocas coladas
Caladas,
Os olhos perfurados,
As línguas arrancadas...
Suas visões, 
Consideradas heresias
De almas possuídas pelo Mal.

E ao descerem das cruzes
(Calados)
Foram canonizados,
Ganharam auréolas como coroas
De um triste reinado...

E até hoje, 
As leis são pregadas
Vindas de um saber congelado
E adulterado.

Dói, ser santo...

Comentários

  1. BOM DIA MINHA QUERIDA !
    O FERIADO ACABOU E VEJO QUE SER SANTO REALMENTE DÓI...
    BJSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

VIDA

Sentidos