Uma Menina




Uma menina


Ramo de flor preso na mão,
Ela estava quieta,
Estanque entre o passado
E o futuro.

Tinha medo de que
Um movimento
Desmanchasse a realidade,
Tinha medo da saudade.

Em volta, o tempo crescia,
Mudava,
Envelhecia,
Mas não a menina!

Na pele do braço,
Uma palavra tatuada,
Na menina dos olhos,
Uma imagem bordada.

Pintura da alma
Em cores suaves e calmas,
Uma menina frágil e forte
Que o vento desmancharia,
Mas jamais destruiria!

Seu pó de menina
Ficaria para sempre
Voando pelas estepes,
Ao sabor do vento,

E sua voz encantada
Seria ouvida
Pelo transeunte que tivesse
Uma alma
De olhos azuis.

*

Imagem: um presente de Lady Laura, a quem dedico esta poesia.



Comentários

  1. Linda menina, linda poesia! beijos,chica e ótimo domingo!

    ResponderExcluir
  2. A sua poesia emociona. Tudo lindíssimo por aqui.Parabéns pelo belíssimo trabalho, Ana.

    ResponderExcluir
  3. Aqui a magia exala encantamento
    de uma forma poderosa!

    Realmente emociona teu poema.

    Um belo domingo.


    abç

    ResponderExcluir
  4. Belo dia de domingo amiga inteligente !
    Seus poemas tem muito de imperativo do qual é sempre uma obra prima ao escolher para postar...
    Deixo aqui o link de uma história fenomenal do qual vale muito a pena conferir para termos consciência do valor da vida diante da morte.É uma história não conhecida por vc ,mas vale muito a pena seu depoimento como comentário...
    bjs de dia de domingo !
    http://lucinhasdreamgarden.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Severa... minha internet tá lenta demais, só normalizará a partir do dia 20. Aí eu vou lá. Obrigada!

      Excluir
  5. Que lindo poema, a "menina" que vive eternamente dentro de nós nunca perde o romantismo, bom lembrar nosso tempo de menina, pois não queremos que "ela" morra nunca!
    Abraços linda Ana!

    ResponderExcluir
  6. Podemos nos esquecer dela, mas a menina, de fato, não envelhece. Bjs.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

Sentidos

VIDA