segunda-feira, 6 de maio de 2013

Ainda Ontem




Ainda ontem
Te vi no brilho do sol,sobre a superfície enrugada do lago,
E ouvi teu riso nas folhas que se moviam ao vento.
Senti teu toque
Ao passar junto às flores que enfeitavam o muro,
E ao olhar para o céu, à noite,
Te vi brincando de voar entre as estrelas.

Pode ter sido apenas
Minha imaginação...
Mas talvez, não.

Ainda ontem,
As gotas de chuva fizeram-me cócegas,
E eram as pontas finas dos teus dedos,
Respirei fundo, e de repente, estavas dentro de mim,
Olhando para fora através dos meus olhos...
Te empresto tudo o que tenho: olhos, boca, pensamento,
Tudo,
Para que possas te expressar.

Ainda ontem,
Ao caminhar, sem pressa, pela rua,
No rosto de cada pessoa, eu vi alguma coisa tua:
Um fio de sobrancelha, a cor da pele, o som da voz,
Uma risada parecida, um andar, um sorriso, um olhar...
Como pode alguém dizer que você foi embora,
Se eu te vi agora mesmo, ainda agora?...

Pode ter sido
Minha imaginação,
Mas talvez, não.

Ainda ontem, 
Pensei em ti com tanta força, mas tanta,
Que eu senti que estavas perto, 
E mesmo assim, eu caminhava em meio a um deserto,
Pois se estendo as mãos, tu não estás...
Mas eu te sinto, te imagino, e lembro sempre
Daqueles tempos em que aqui estavas, sorridente,
Quando o adeus morava muito longe - ausente...

Pode ter sido 
Minha imaginação...
E se foi, 
Que eu não a perca nunca, 
Pois é ela que te traz de volta
Toda vez que a saudade me sufoca.





6 comentários:

  1. Uma bela visão que aplaca a saudade...beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Boa noite menina feliz !
    No mundo da imaginação se assemelha ao mundo da poesia...
    bjsssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  3. Com as lembranças, sente-se o perfume e o toque de quem já não está presente. Muito belo, Ana! Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Não sei bem quem disse, talvez a própria Imaginação, que a Imaginção, a dona Imaginação é tudo. Quem sabe seja? O que eu sei, e o sei com propriedade,como qualquer um o sabe, é que a cumplicidade que Ana Bailune mantém com a dona Imaginação é algo assim... Assim... Aí que'stá: não sei e dou isso como imensurável. E como diria a minha amiguinha Mariinha: "e pronto".

    ResponderExcluir
  5. A saudade é um sentimento que nos mantém vivos.
    Muito bonito, Ana!

    ResponderExcluir
  6. Não... perder o poder de imaginação não! A imaginação nos move em direção aos sonhos e nos fazem ir adiante! Lindo texto! Bjks Tetê - Avaliando a Vida

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

AMANHECEU

Amanheceu novamente Sobre as igrejas e telhados dos que ainda dormem E dos que jamais despertarão. Amanheceu sobre as p...