domingo, 12 de maio de 2013

Meus passarinhos








Preciso dos meus passarinhos,
Da leveza das asas, 
Das cores suaves das penas...



Preciso do seu movimento,
Ao sabor do vento,
Do canto imaginado.



Deixai-os voar, deixai-os,
Pelas páginas e letras,
Pelas linhas e entrelinhas!



Preciso dos meus passarinhos,
Trazendo no bico
As primeiras letras
De cada poema.


2 comentários:

  1. Ana, que doce poema esse. Os passarinhos carinhosamente agradecem sua inspiração.
    Manoel

    ResponderExcluir
  2. Que sempre estejam voando perto de você. Bjs.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Ah, os Italianos! - Parte II

Pôr do sol em Florença... jamais esquecerei. Continuação do texto anterior LIXO – Quando fui jogar o lixo fora pela pri...