GLÓRIA!





Glória!


Glória ao dia que começa,
Esperança que amanhece,
Rasgo de nuvem no céu,
Raio de luz que desce...


Glória à vida, à paz, ao ser
Cada vez mais, sempre menos
Do que aquilo que me julgo,
Mais que aquilo que me julgas!


Glória à esperança frágil
Que abre as asas, devagar
E se atreve, pouco a pouco,
A jogar-se, a voar!


Glória a ti, a mim, a todos,
Que embalam mais um sonho
Junto ao peito, qual criança
Que acaba de nascer...


Glória àqueles que se atrevem
A apostar no que acreditam,
Aprendendo, todo dia,
Mais um pouco, o que é viver...




Comentários

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

VIDA

Sentidos