sexta-feira, 17 de maio de 2013

Ninguém Nasceu de Óculos, Mas...


Estou na idade em que os braços vão ficando cada vez mais curtos; as letrinhas começam a embaralhar-se umas às outras, e brincam de esconder por trás das linhas - que andam estranhamente embaçadas. Como é que pode ficar assim, tão 'nublado', numa simples folha de papel?

Adiei, mas não teve jeito: assumi os óculos. Tive que assumir. Já estava ficando constrangedor, corrigir as composições dos alunos esticando o braço e segurando a folha por baixo da  lâmpada. E logo eu, que sempre enxerguei tão bem!

Mas até que nem foi tão cedo; tem gente muito mais nova que eu usando óculos há tempos! Eu já tenho 47. nada mal... é como eu disse para o meu marido: daqui para frente, não vai melhorar nada... fisicamente, é ladeira abaixo. A lei da Gravidade - esta dama impiedosa - começa a fazer mostrar sua força. Os cabelos brancos cismam em dominar os pretos, brotando a intervalos cada vez menores entre uma tintura e outra. God damn it! 

Mas tenho notado algumas coisas boas: ando um pouco - eu disse um pouco - mais paciente. E bem menos ansiosa também. Afinal, compreendi que o que não nos mata, nos deixa mais fortes. E que de nada adianta lutar contra o inevitável: a idade chega para todo mundo, e se até a Meg Ryan envelheceu, por que não eu?!


14 comentários:

  1. Gostei! Estás linda!! beijos ,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Oh, Ana, vamos ficando com uma beleza mais sóbria com o passar do tempo, algo transformador entre o prumo e o descompromisso da perfeição...

    ResponderExcluir
  3. Querida!!
    És a propria menina romantica...linda.
    Amei.
    abarços
    veraportella

    ResponderExcluir
  4. Ana, está linda de óculos,existe beleza em todas as idades, eu me sinto muito bem em meus 64, olho para trás e vejo todas as minhas conquistas,até curto os meus netos adolescentes, olho-os e me sinto a avó mais feliz do mundo.
    Abraços e olhe, tens muitas conquistas ainda, nada "de ladeira abaixo", que que é isso?
    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Olá Ana
    Já uso óculos faz tanto tempo que já me acostumei com eles, e por incrível que pareça, até gosto. Tenho vários.
    Bjux

    ResponderExcluir
  6. Ai que gostoso ler essa tua LIBERDADE de expressão!

    Essas letrinhas que eram tão nítidas agora nublam nossa visão... Eu também já aderi às lentes salvadoras rrs....
    Quando fiz 44 anos tudo começou a ficar nublado e as letrinhas dançavam em pares. Achei esquisito e lembrei de quando minha avó dizia: " espera filha que eu vou pegar o óculos pra ver melhor". Eu não conseguia imaginar porque ela não enxergava se estava tão perto. rs
    Agora aos 50 eu já me acostumei.

    Estás linda de viver minha amiga. Tem muita lenha pra queimar, tá bom?! rs
    bacios cara mia

    ResponderExcluir
  7. Plena de charme, ANA !


    Um beijo ( O grifo já plana normalmente ).

    ResponderExcluir
  8. Ana, kkk! Gostei de saber que ninguém nasceu de óculos, seria muito engraçado...
    Você ficou muito bem de óculos. Tem cara de menininha. Escolheu muito bem o modelo. Ficou bem de acordo com o formato de seu rosto.
    Pensando bem, além de tudo que observei, você ainda vai enchergar bem. Menina de sorte, hein!

    Um abraço

    Manoel

    ResponderExcluir
  9. Óculos fazem parte da vida.Tudo de bom pra você.

    ResponderExcluir
  10. Ana, tudo em nós muda assim como tempo que pula a cada segundo. Não podemos segurar os ponteiros, em contra versa a primazia do amor aumenta deixando o coração mais bonito; a alma cresce, e enquanto cresce... Outra beleza aparece...
    Pelo teu rosto jovial, percebe-se que o tempo para você é diferente, pouco consegue mudar da figura de menina! O óculo acentuou o charme!

    ResponderExcluir
  11. Boa noite minha linda !
    Se eu te disser que até pra tomar banho estou de óculos pelo costume ,rsrsrsrrsr
    bjsssssssssssssssss

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

AMANHECEU

Amanheceu novamente Sobre as igrejas e telhados dos que ainda dormem E dos que jamais despertarão. Amanheceu sobre as p...