JÓIAS





Dormem as jóias 
Sob os tijolos,
Esquecidas do seu tempo
De brilhar...

Dormem e aguardam
Com paciência
Que algum dia
Alguém as venha resgatar.

São de verdade, 
Não se desfazem,
Não enferrujam,
Não perdem o brilho...

Dormem as jóias,
Sob as memórias
No fundo opaco
De um longo rio...

*

Comentários

  1. Jóias existem para brilhar, serem vistas e deleitar a nossa vista.

    É sempre uma pena quando ficam escondidas...

    bjos

    ResponderExcluir
  2. a beleza muitas vezes mora assim em silêncio como jóias sobre o tijolo ou no fundo de um rio, que as águas da vida não nos impeça de recolher essas belezas nunca! beijos

    ResponderExcluir
  3. esse resgate é o que vale a pena de verdade. Boa Noite Ana ! olguinha

    ResponderExcluir
  4. E quantas são ocultadas,durante toda a vida, por falta de um olhar atento. Bjs.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

VIDA

Sentidos