quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Diversão





Às vezes eu me perco no sentido das palavras. Ontem, ao assistir alguns minutos de carnaval pela TV, fiquei perdida exatamente no sentido que as pessoas tem dado à palavra 'diversão.'  Enquanto isso, um de meus vizinhos dava uma festa barulhenta, mas tão barulhenta, que aqui dentro de casa, mal conseguíamos ouvir a nossa própria conversa. Bem, lembrei-me de que, quando eu tinha a idade da filha dele, também gostava de música barulhenta... ainda gosto, mas em um volume bem mais 'audível...'

Voltando ao assunto, as pessoas confundem 'diversão' com euforia, barulho, atividade frenética, a tal da 'adrenalina.'  Respeito o direito que cada pessoa tem de divertir-se, da maneira que achar conveniente, desde que a sua diversão não se torne um estorvo e um inconveniente para outras pessoas, não prejudique outras criaturas - alguns se divertem maltratando animais e praticando bullying - enfim, mantenha-se dentro dos limites do aceitável. Mas acho que esse tipo de entendimento só vem mesmo com a idade, com a maturidade.

Acredito que a forma como alguém se diverte, diz muito sobre a sua personalidade. Através dos hobbies de alguém, podemos descobrir, por exemplo, se a pessoa é mais voltada ao silêncio, às s atividades individuais ou  em grupo, se tem habilidades especiais, do que gosta ou deixa de gostar, e também se tem preocupação com o que se passa à sua volta, no efeito que a sua diversão pode ter sobre os demais, pois respeitar os direitos dos outros é, a meu ver, algo que deveria estar acima de qualquer prazer pessoal. Ocupar o próprio espaço sem invadir o espaço alheio significa respeitar, compreender e até mesmo, demonstrar presença de espírito. Ninguém jamais peca por ser discreto e amigável.

As pessoas hoje em dia enchem a cara, quebram garrafas de vidro na calçada sem sequer terem a mínima preocupação sobre quem passará por aquela calçada - se uma criança, um idoso, um animal - podendo ferir-se seriamente. Enchem a cara e gritam dentro dos ouvidos dos que moram em apartamentos logo acima de suas cabeças desmioladas, ouvem música alta demais, bem acima dos decibéis recomendados, e nem querem saber se as pessoas que estão por perto precisam acordar cedo na manhã seguinte, ou se há alguém doente que precisa de repouso e paz de espírito. Elas enchem a cara e urinam nas calçadas e canteiros, deixando seu rastro nauseabundo para que outros seres humanos sejam obrigados a conviver com a sua sujeira e falta de educação. Chamam a esse comportamento de 'diversão.'

Mas acho que existem certas coisas que só mudarão mesmo com o tempo; quando as pessoas começarem a realmente, evoluir em direção à preocupação séria por fazer deste mundo, alguma coisa melhor; quando o individualismo e o egoísmo derem lugar a um sentimento de comunidade e respeito ao próximo, coisa que só vem mesmo conforme o grau de evolução de cada um e consequentemente,  da humanidade toda.

Acho que ainda vai levar muito, muito tempo...

Um comentário:

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

AMANHECEU

Amanheceu novamente Sobre as igrejas e telhados dos que ainda dormem E dos que jamais despertarão. Amanheceu sobre as p...