segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Jamais Conseguirei Entender a Mentira Como Solução...






Coisa de novela, mesmo. Fico assistindo ao comportamento da personagem de Nanda Costa , "Morena", na novela das nove horas da Globo, e não entendo o porquê da moça mentir tanto, sobre tudo, o tempo todo, e para todo mundo! Ela começou mentindo para o namorado; depois, para a mãe e para os amigos, e agora, mente para as únicas pessoas que ela encontrou no inferno onde se meteu, e que realmente propuseram-se a ajudá-la. Mente porque acha mais prático, mais adequado, melhor? Mente por medo, mania de querer ser a 'dona da verdade', para ter o controle da situação? 

Ou mente por compulsão?

Tenho visto muita gente que mente por compulsão, até mesmo sobre as mínimas coisas; coisas sem importância alguma, mas mentem, talvez por acharem divertido, interessante, sei lá... dizem que gostam de coisas quando não gostam; dizem que comparecerão a um evento no qual jamais pensaram em ir; chegam em uma loja, e após passarem muitos minutos (ou horas) enchendo a paciência do vendedor- sem terem, desde o início, a menor intenção de comprar coisa alma - saem, dizendo: "Vou ali e já volto. Por favor, separe a mercadoria para mim que eu volto para buscá-la daqui a cinco minutinhos." E mentem!

Algumas pessoas mentem até para si mesmas! Dá para entender?!

Às vezes, quando alguém acha difícil ter que lidar com as consequências da verdade, acabam contando algo que eles chamam de 'mentirinha branca', a fim de controlarem a situação, ou adiarem uma decisão que precisa ser tomada. Mas essas tais mentirinhas brancas logo tornam-se cinzentas, depois, bem negras, e acabam tomando proporções absurdamente grandes... e fica muito mais difícil ter que dizer a verdade depois! Sem contar com o fato de que, pessoas que tem o hábito de mentir, ficam logo marcadas pelas outras, e ninguém mais acredita nelas.

Eu não gosto da mentira; não suporto o cheiro que ela espalha por todos os lugares, o som de sua voz, sua aparência. Tenho verdadeiro horror a qualquer tipo de mentira inútil - e no fim das contas, toda mentira é inútil, pois apenas adia o momento da verdade, que virá, quer gostemos, quer não. Se eu não quero ir, digo: "Não quero ir." Se eu não gosto, digo: "Não gosto." 

Se eu já menti? Mas é claro que sim! E sempre me arrependi mais tarde. Mas hoje em dia, aprendi (como diz um velho ditado árabe) que "O campo das respostas evasivas é tão vasto, que torna a mentira desnecessária!" Tenho aprendido que quando eu vejo que a minha opinião poderá ferir alguém, guardo-a para mim mesma. Mas por favor, não insistam em querer sabê-la...


4 comentários:

  1. Ana, apesar de eu não estar assistindo a novela, o contexto de sua postagem é muito bom. Concordo que com o tempo, adquirimos experiência e aprendemos que "O campo das respostas evasivas é tão vasto, que torna a mentira desnecessária!" Tenho aprendido que quando eu vejo que a minha opinião poderá ferir alguém, guardo-a para mim mesma. Mas por favor, não insistam em querer sabê-la...
    Achei genial essa sua explicação. A gente faz isso, mas não tinha pensado em definir o ato. Adorei!
    Manoel

    ResponderExcluir
  2. Ana,há uma diferença em deixar de dizer algo pra evitar magoar alguem e mentir pura e simplesmente.Para que dizer algo que vai machucar se não acrescentar nada ao outro? Há momentos pra dizer as verdades e nisso ajo como vc.Há mesmo pessoas compulsivas para a mentira e isso é quase uma doença que infelizmente,a pessoa nem tem consciencia!Texto inteligente e sensivel,adorei!bjs,

    ResponderExcluir
  3. Creio que a maioria de nós utiliza esse artifício. Não é louvável, mas em certas situações impede se magoe alguém de quem gostamos. Se todos só falassem a verdade, a convivência humana, já tão complicada, se tornaria inviável. Eu me refiro a fatos simples, corriqueiros. A mentira, em situações onde a verdade se impõe, só atrasa os danos. Bjs.

    ResponderExcluir
  4. muito bom texto, mentira é algo muito sério, mais a maior parte das pessoas naõ encaram asim , e quanto a mentira branca , e como arma branca, faca , navalha, estilete, enfim algo contundente que perfura e sangra e mata........ é triste muito triste...... olguinha

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

AMANHECEU

Amanheceu novamente Sobre as igrejas e telhados dos que ainda dormem E dos que jamais despertarão. Amanheceu sobre as p...