quarta-feira, 2 de maio de 2012

CIGANO



Meu destino está nas cartas
E as cartas, na mão.

Sou o meu próprio cigano
caminho dentre os arcanos
Deste jogo que é a vida.
Posso ler o meu passado,
Jogo com destreza o dado
Do futuro que me invita.

Meu destino está nas cartas,
E as cartas, na mão.

Ponho à prova minha fé
Lendo a borra do café
Que dorme no fundo da xícara.
Psicografo mensagens
Dos anjos e dos demônios
Que fazem de mim sua cítara.

Meu destino está nas cartas
E as cartas, na mão.

Sobre a bola de cristal
Adivinho o bem e o mal
Nos olhos de quem me vê.
Ouço vozes do além,
Sou de espíritos refém
Sou um pouco de você.

Meu destino está nas cartas
E as cartas, na mão.

Nesta mão que lança as runas
E se lava nas espumas
Das ondas que quebram na areia.
Nesta mão que esmaga o dado
E joga no mar o baralho
Quando o jogo está fechado.

2 comentários:

  1. muito bom ..!!!!.. e a foto está mais q maravilhosa amo essas folhagens...........!olguinha costa

    ResponderExcluir
  2. Xeque-Mate. Jogo de palavras que fascina Ana. Inteligentíssimo texto.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Não Tenho Mais Nada Contigo

Estou escrevendo estas linhas  Só para deixar bem claro: Não tenho mais nada contigo. Teu rosto não faz mais figura...