quinta-feira, 10 de maio de 2012

Eu te Conheço



Eu te conheço
Há muitos anos.

Sei a história
De cada ruga
No teu rosto.

Sei porque cerram-se
Assim, de repente,
As tuas sobrancelhas...

Sei o motivo
Desse brilho repentino
No teu olhar,
E o momento antes
Da lágrima rolar.

Sinto o menor rubor
Da tua face,
Mesmo que disfarces.

Vejo o tremor
Nas tuas mãos
Quando alisas, assim,
Os teus cabelos.

Eu te conheço
Há muitos anos,
Mas não sei o quanto
Isto é bom ou ruim.

Só sei que moras
Dentro de mim,
E que existe em teu coração
Algum lugar
Que eu não conheço,
Que eu não alcanço.

4 comentários:

  1. Algumas coisas sobre a vida, já apreendi. Lugares, pessoas, rostos... Tudo, parece uma ciranda que se repete ao londo de repetidas vidas, (reencarnações). Mas a vida, a vida ora, ela é assim mesmo.
    Lindo texto amiga, parabéns!

    ResponderExcluir
  2. meeeeeeeeeeeeeegalindo poema... compartilhar para que outros tenham acesso...bjuuu

    ResponderExcluir
  3. Nós temos tantos lugares que não nos sabemos, quiçá do outro. Uma vez disse isso ao meu marido: VOCÊ NÃO ME PERMITE ENTRAR, adivinhar ainda não aprendi. E nada mudou, continuo sem licença pra ir em muitos cantos dentro dele. Lindo demais Ana. Muito mesmo.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

AMANHECEU

Amanheceu novamente Sobre as igrejas e telhados dos que ainda dormem E dos que jamais despertarão. Amanheceu sobre as p...