terça-feira, 15 de maio de 2012

Filamentos



Um fio, muitos fios
No frio ...
Filamentos entrelaçados...

Jóias de brilho de sol,
Jóias de extremo valor,
Gotas de dor
Da minha dor multicor...

Fios frágeis, transparentes,
Aonde balança, qual pingente,
Meu coração...

Por um fio...

3 comentários:

  1. A imagem é inspiradora Ana e fico a imaginar sua inspiração nesta linda teia sob uma chuva recriando contas de cristal.Um show de criação.Parabens Ana.
    Meu abraço.

    Fios singelos.
    Armadilha natural_
    Aranha tece,

    ResponderExcluir
  2. Outro dia li que os mais sensíveis e observadores conseguem enxergar num teia, gotas de orvalho como se fossem diamantes que homem nenhum conseguirá deter, porque o vento e os raios do sol, os secam antes da velocidade da luz. Fiquei dias pensando nisso, e trouxe para a vida da gente. As belezas mais simples são impossíveis de determos, para que fique em nossa mente apenas no lampejo do olhar. Lembrei disso lendo seu poema.

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana, bom saber que a beleza das teias não passa despercebida a mais alguém. Tenho também várias fotos de teias. Outro dia, até me zanguei com meu marido por ele não ter me deixado parar na rua e fotografar uma lindíssima, com a aranha ainda tecendo, bem no meio de uma multidão. Achei lindo. Sim, os fios nos inspiram, fios da vida, o fio a dor, as relações por um fio, o fio-bamba no qual balançamos... fios de inspiração. Seu poemas sobre o tema ficaram muito bons, cheios de sentimento. Li um anterior. Grata por suas visitas e comentários em minhas fotos de corações, umbigos e curvas naturais, coisas que vi, passeando pelos bosques. Ah, the boom boom heart não é um poema, apenas o registro codificado de uma lembrança muito boa. Um abraço fraterno, inté!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

AMANHECEU

Amanheceu novamente Sobre as igrejas e telhados dos que ainda dormem E dos que jamais despertarão. Amanheceu sobre as p...