sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Descanso






Só queria um lugar para descansar,
Proteger-se do vento, pois estava triste,
Ofereci-lhe meu dedo em riste.

Só queria parar por alguns instantes
Para descansar suas asas doridas
De tanto perder-se a voar pela vida...

Dei-lhe tudo o que tinha; um aeroporto,
Um pouso seguro, um pouco de tempo
Mas ela se foi, pois era do vento...

4 comentários:

  1. Certamente o ser humano anda sem tempo de investir tempo em contemplar a vida...

    ResponderExcluir
  2. No teu dedo ela pode confiar. Será que será assim sempre? Conheci uma senhora que amava gatos, de paixão, por isso andava com pedrinhas na mão para atirar em algum que encontrasse pelo caminho para que eles não confiassem no ser humano que só lhes faria mal.

    ResponderExcluir
  3. Limerique

    Borboletando em liberdade
    Exerce sua livre vontade
    De escolher a hora
    De ir embora
    Mas sendo assim deixa saudade.

    ResponderExcluir
  4. Belo momento de sintonia e encantamento Ana.
    Linda imagem e inspiração.
    Admirando sempre.
    Meu terno abraço.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

AMANHECEU

Amanheceu novamente Sobre as igrejas e telhados dos que ainda dormem E dos que jamais despertarão. Amanheceu sobre as p...