segunda-feira, 20 de agosto de 2012

CERTEZAS






Existe em mim uma certeza
Que jaz além da certeza,
E uma beleza que descansa
Além da própria beleza...


Há uma rainha que reina


por cima da realeza,
E uma alegria que chora
Por sobre a minha tristeza...

Existe um campo minado
Que explode a cada sorriso,
Existe um reino encantado
Além do peito ferido,

Existe um grito contido
Retido, pronto a nascer
E um choro preso, contrito,
Que ainda há de escorrer...

Para tudo, o seu momento,
E para o momento, o instante...
Nada vem muito depois,
Nada chega antes do antes...

A resposta é uma incógnita,
Mas uma alma avarenta,
Tenta sempre derramá-la
Em cima da minha mesa.

A prostituta certeza
Saiu, e não mais voltou...
Levou consigo uma parte
De tudo aquilo que eu sou.

3 comentários:

  1. Obrigadam Ana pela visita, volte sempre! Bjuss uma linda noite.

    ResponderExcluir
  2. bárrrrrrrrrrrrrrrrrrbaro... o seu mais belo poema até hoje... bjuuu

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Até um Dia!

Olá, pessoal! Por motivos pessoais, estarei fora da rede durante alguns dias. Volto em breve! Abraços! ...