quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Alternativas ao Tédio







Alternativas ao tédio

Como todo ser humano, também tenho meus momentos de tédio. Não vejo nada de mal nisso, a não ser que deixemos estes momentos se transformarem em dias, meses, anos... quando estou entediada, procuro fazer algumas coisas que me deixem de novo 'em foco'. Porque se não tomar cuidado, o tédio vai se alastrando que nem hera por cima de um muro. Portanto, sugiro algumas alternativas despretensiosas para estes momentos totalmente brancos. 

-Tédio demais é falta de vivência interior, portanto, enriquecer-se espiritualmente é uma boa ideia. Ler um bom livro, conversar com alguém que consideramos mais espiritualizado que nós, meditar.
-Sair para dar uma volta a pé. Mas prestar atenção à paisagem, desfrutar da beleza das flores e árvores, e se elas estiverem ausentes, sair para ver as vitrines, tomar um sorvete, comprar-se um presente.
- Ajudar alguém que esteja precisando.
- Telefonar a um amigo com quem não falamos há algum tempo, e colocar os assuntos em dia.
-Cozinhar. Escolher alguma receita interessante na Internet e por mãos à obra!
- Assistir a um bom filme.
- Tomar um banho de banheira, com direito a sais, velas, incensos e espuma. Se não tiver banheira, não faz mal: uma chuveirada longa, bem longa.
-Arrumar os armários em casa, passar uma pilha de roupas (você vai achar o tédio excelente depois disso), cuidar do jardim. Tarefas caseiras consumem tempo e a gente pode fazê-las sem ter que prestar muita atenção, e quando nos damos conta, as horas já se passaram!
- Levar o cachorro para passear.
- Ouvir música. de preferência, aqueles vinis antigos, ou CDs de músicas antigas que nos façam recordar bons momentos.
- Ler.
- Escrever. Cartas, diários, crônicas, poemas, contos, qualquer coisa que estimule a imaginação.
-Sentar-se em algum lugar calmo e prestar bastante atenção em volta. Não pensar em problemas, mas ligar-se com o que está em volta, até sentir-se uma parte integrante do Todo.
-Dançar. Não precisa ser em uma discoteca, até na sala de estar vale. No começo, nos sentimos desajeitados, mas depois, começamos a reencontrar os passos e soltar o corpo.
- Tomar um ônibus qualquer que nos leve até um bairro da cidade ao qual nunca fomos, mas que sempre quisemos conhecer. Quando eu era pequena, minha mãe sempre fazia isso, e me levava com ela.
-Tomar café na padaria, se você estiver entediado no trabalho. É uma coisa que adoro fazer até hoje!
-Organizar uma reuniãozinha com os amigos em sua casa num final de semana. Só o fato de organizar tudo já nos tira do estado de tédio.
-Se o tédio for crônico, fazer análise, ou escrever um diário, até descobrir o que está causando tudo. Aliás, escrever diários é um ótimo exercício de auto conhecimento.
-Se você for mulher, marcar um dia no salão e cortar o cabelo, fazer as unhas, cuidar da pele... depois, comprar uma roupa nova.
-Se inscrever em algum tipo de curso, aprender algo novo: bijuteria, pintura, escultura, dança, ou aprender a tocar um instrumento.

Muitas destas dicas eu já usei em alguns momentos em minha vida. Por exemplo,uma vez, comecei a fazer colares. Comprei as contas e os fios, comecei a criar os modelos, e logo, as meninas que trabalhavam comigo começaram a fazer algumas encomendas. Durante uns seis meses, vendi muitos colares, até que eles me entediaram. 
Mas é sempre bom fazer alguma coisa nova. Por isso eu costumo trocar os móveis de lugar, redecorar, fazer algumas mudanças radicais em casa de vez em quando.
Há pouco tempo, comprei um pendrive para colocar músicas para meu marido ouvir no carro. Me diverti fazendo isso durante alguns dias.
Tédio é falta do que fazer, ou então, excesso do que fazer. Equilíbrio previne o tédio, na maioria das vezes.

5 comentários:

  1. visit this beautiful blog ...
    ride to see the article here
    thank you

    ResponderExcluir
  2. Pra mim, sem dúvidas, escrever é a fuga do tédio e de todo o resto *-*

    hey segue de volta e deixa um comment?
    www.diademegalomania.blogspot.com
    valeeeu

    ResponderExcluir
  3. Ana,eu adorei as suas dicas...menos a de passar roupa!...rss..essa me faz dormir!...rsss...excelente e apropriada sua cronica!bjs,

    ResponderExcluir
  4. Realmente Ana, é preciso não permitir que ele nos domine e crie raizes.
    Sua receita é otima amiga.
    Que sejamos sempre inteligentes para superar.
    Carinhoso abraço.

    ResponderExcluir
  5. ola, vi o seu blog no perfil de outra pessoa e decidi visitar para conhecer seu espaço, adorei imenso.. voce não quer vir visitar meu espaço?? http://assombrado-mc.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Até um Dia!

Olá, pessoal! Por motivos pessoais, estarei fora da rede durante alguns dias. Volto em breve! Abraços! ...