terça-feira, 1 de maio de 2012

O EFEITO SOMBRA




Acabo de ler um livro sobre a nossa sombra - que todos carregamos - e como lidar com ela. Muito esclarecedor... gostei tanto, que comprei um outro, que ainda vou começar a ler. O título é "O Efeito Sombra - encontre o poder escondido na sua verdade." Autores: Deepak Chopra, Debbie Ford e Marianne Williamson.

A sombra é o que chamamos de nosso lado negro, ou ruim. Ela é aquilo que tentamos esconder desesperadamente das outras pessoas e até de nós mesmos. Ela traz em si as nossas maldades escondidas, nossos medos e as coisas horríveis que somos capazes de fazer, caso a necessidade ou a oportunidade apareçam.

Desde crianças, aprendemos a tentar criar um ideal de perfeição em nós mesmos, o que nos torna muito mais críticos em relação às outras pessoas, ao ponto de enxergarmos nelas aquilo que mais tentamos omitir em nós. Daí, passamos a perseguí-las e odiá-las, pois elam são como espelhos para nós, e é sempre insuportável dar de cara com a nossa verdadeira face.

Às vezes, a sombra que vemos projetada nos outros é o contrário; vemos nos talentos alheios as nossas frustações, e condenamos nos outros aquilo que gostaríamos de ser, mas não temos o talento ou a capacidade. É a temida inveja. E se não podemos ser iguais , nós destruímos! Mas após a destruição daqueles que projetam a nossa sombra - seja ela negativa ou positiva - o que sobra é um grande vazio. Não temos mais a quem odiar. Não temos mais a quem culpar pelas nossas falhas. Perdemos contato com uma parte muito importante de nós mesmos.

Uma das citações que aparecem na apresentação do livro que vou começar a ler é a seguinte:

"Ao tentar expressar apenas os aspectos que acrditamos nos garantir a aprovação e a aceitação dos outros, reprimimos algumas das nossas mais valiosas características, e nos sentenciamos a levar uma vida encenando a mesma peça com o mesmo roteiro desgastado. Reclamar as partes de nós que foram relegadas à sombra é o caminho mais confiável para realizarmos nosso potencial humano. Quando nos tornamos amigos dela, nossa sombra se torna um mapa divino que os reconecta à vida que deveríamos viver e às pessoas que deveríamos ser." - Debbie Ford

Nada mais verdadeiro!

Desde pequenos, somos ensinados por nossas famílias e professores, a reprimir nosso eu verdadeiro, a sermos polidos, sociáveis, religiosos, politicamente corretos, amáveis, oferecermos sempre a outra face, esconder sentimentos, repulsas, a sermos igual à maioria e a fazer sempre aquilo que esperam que façamos. Nada mais destruidor... e a sombra vai crescendo, e sendo reprimida, até que um dia, ela vem à tona de repente, causando muitos danos psicológicos, sustos e surpresas desagradáveis. Melhor é aprender a conviver com ela.

Melhor é aceitarmos que não somos e nem precisamos ser bonzinhos o tempo todo, e que a sombra oferece, entre outras coisas, autoconhecimento e um potencial criativo fenomenal.

Ler sobre a sombra, encarar a própria sombra, aprender a aceitá-la: tarefa que exige desprendimento e muita coragem, mas que para mim, tem valido muito a pena.

5 comentários:

  1. Bom dia Ana, tão verdeiro tudo isso querida, passamos uma vida reprimindo e escondendo o nosso lado negro, e quanto mais vamos assumindo que somos luz e sombra, menos olhamos para o outro como se fosse nosso inimigo. tem uma frase que amo: "QUANDO EU FOR PERFEITA, PODEREI ME USAR DE EXEMPLO PARA O OUTRO", como a perfeição na nossa humanidade não existe perfeição, que nunca me tomem como exemplo de nada. Tenho tantos defeitos horrendos que por vezes, preciso brigar comigo e tentar redimí-los de mim. Ótima indicação de leitura, e seu texto é cru como a vida. Mais uma vez felicidades para sua mãe. Abraços Ana.

    ResponderExcluir
  2. Nossa é verdade, temos um lado negro, é como vc disse: Melhor é aceitarmos que não somos e nem precisamos ser bonzinhos o tempo todo, e que a sombra oferece, entre outras coisas, autoconhecimento e um potencial criativo fenomenal. Tenha uma linda tarde de feriado! beijos♥

    ResponderExcluir
  3. Todos nós temos esse lado negro e äs vezes ele vem ä tona, por mais que se queira escondê-lo. Somos o que somos. Imperfeitos. E nem acho que isso seja ruim, ao contrário. É desta forma que vamos nos descobrindo, nos conhecendo.
    Aprendendo a conviver com nós mesmos e com nossas próprias diferenças.Ótimo texto Ana. Bjssss

    ResponderExcluir
  4. Oi Ana, o Gasparetto fala muito sobre a sombra, e aprendi que ela não é negativa, e sim podemos utilizá-la á nosso favor.
    Na verdade é como vc disse no texto, incorporamos a vida inteira coisas que não são nossas e tornamos nossa vida um inferno, deixamos o ego tomar conta, mas ele não é nossa verdadeira essência.
    Amiga, desculpe a ausência, mas não tenho conseguido tocar os blogs e nem visitar os amigos, tenho pensado em parar, mas por outro lado gosto tanto de tudo isso, então vou indo como dá, quem sabe logo tudo se resolve por aqui.
    Beijos e lindo dia!

    ResponderExcluir
  5. Amaury da Silva Rego

    Oi Ana !!!

    Quebrar o espelho (sombra/modelo)e colar os cacos é indispensável no caminho para o amadurecimento. Pegar os objetos decorativos (marcas mnêmicas)e arrumálos...Sabemos que estamos avançando ao percebermos que:
    As aleivosias não mais nos atingem, aumenta nosso nível de tolerância, não perdemos nossa capacidade de INDIGNAÇAO, chegarmos a nossa consciência de finitude e sermos HUMILDES - AMADURECIMENTO !!! A recompensa é o binòmio PRAZER x GOZO. Assim é o GURU. Você, Ana, transformou sua vida em uma PRIMAVERA PERMANETE. Está sempre florescendo. Existe um livro de Ana Freud (filha do dito) chamado MECANISMOS DE DEFESA DO EGO. Vale a leitura. Abração. IRNUS

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

AMANHECEU

Amanheceu novamente Sobre as igrejas e telhados dos que ainda dormem E dos que jamais despertarão. Amanheceu sobre as p...