segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Se...





Se a minha dor te incomoda,
Não inventa moda,
Sai daqui,
E se ela te diverte,
Verte esse veneno
Bem longe de mim,
E se ela te escandaliza,
Desliza até o inferno,
E se ela te entedia,
Volta outro dia.

Se a minha dor causa espanto,
Fica no teu canto,
Vira a cara,
Mostra os dentes,
Se a minha dor te perturba,
Junta-te à turba
Que me vaia,
Mas saia,
Recolha teus apetrechos
De tortura,
Deixa-me em paz, 
Com minha loucura,
Pois a minha dor
É a minha cura.

11 comentários:

  1. Quanto eu mais leio teus text mais eu fico sem ter o que dizer... Adorei teu texto, muito forte, muito impactante, único, ímpar, sem igual... Abraços Ana

    R. B. Mattozzo ~> Blog Diretrizes da Vida

    ResponderExcluir
  2. Lindo poema... Beijos querida. Tenha a minha solidariedade...
    Mário Feijó

    ResponderExcluir
  3. gostei deste poema que é uma "ordem".

    directo e certeiro.

    boa semana.

    beijo

    (PS:nao gostei muito do tipo de letra )

    ResponderExcluir
  4. Que bonito! Que desabafo forte, saído do fundo da alma de uma mulher igualmente forte.
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Se é uma denuncia a possibilidade, é a dúvida de algo que possa acontecer ou não.

    bjs

    ResponderExcluir
  6. OI ANA!
    NA QUALIDADE DESTES VERSOS, ESTÁ VISÍVEL TEU TALENTO AO ESCREVER.
    ABRÇS
    http zilanicelia.blogspot.com.br/ClickAQUI://

    ResponderExcluir
  7. Semana passada, fiz um poema assim... joguei fora toda revolta dentreo de mim...
    Amei Amiga
    Su

    ResponderExcluir
  8. Imediatamente lembrei de uma musica de Moacir Franco.
    Uma afiada inspiração bem construida no grito.
    Uma linda semana de paz e belas inspirações na sua fome de escrever cada vez mais e bem.
    Meu carinhoso abraço de paz e luz.

    "Cartas na mesa, verdade, franqueza,
    Pago dobrado e perco calado
    A vida é tua joga na rua, gasta com quem vier,
    A dor é minha e ela eu não tinha leva quem me quiser."

    ResponderExcluir
  9. Muito bom, Ana! Que se afastem os incomodados quando estamos sofrendo, pois exercemos um necessário direito. Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Sinto sua dor "aqui"... Faça seu luto, mas volte depressa do seu retiro...
    O Mundo não para, segue, aparentemente, indiferente, (às vezes porque não entende, outras porque, tal como o dias se seguem uns aos outros, tem que continuar a viver da melhor forma que sabe..)e isso pode deixar muita mágoa...
    Abraço Grande
    Teresa

    ResponderExcluir
  11. Querida Ana, parabéns pela brilhante poesia! Ela é forte, agressiva e linda!
    Belo trabalho!
    Bjo grd,

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

AH, OS ITALIANOS! - Parte I

Eu em Veneza - Gondoleiro! Durante nossa curta estadia na Itália, não ficamos em hotel. Alugamos um pequeno apart...