terça-feira, 13 de março de 2012

O que eu Quero...

O que eu quero, é caminhar,
Livremente, sem amarras
Que possam  me segurar.

Quero o sol,  o vento, a vida,
Quero todo o sal do mar
E a beleza do existir...

E toda manhã, abrir
As janelas para ver
Um novo dia nascer,

E sentir que existe amor
E que a paz que eu tanto prezo
Faz parte do meu viver.

É por isto que eu rezo,
Quero apenas caminhar
Com firmeza e alegria.

E pisar, bem firme o chão,
Sem jamais agir de forma
A ferir o meu irmão.





2 comentários:

  1. Um poema belíssimo que toca o leitor pela sensibilidade e lirismo que a autora coloca em cada verso. Tocou-me muito particularmente o primeiro terceto, liberdade plena, liberdade de expressão, liberdade no sentir, é bem isso, Ana! Aplausos e abraço. Ana F.

    ResponderExcluir
  2. Olá Ana! Belíssimo poema! Hoje fui visitar tua escrivaninha e não consegui. Agora a pouco, vi seu novo endereço numa mensagem do RL. E estou aqui pra te desejar muitas alegrias nesse novo espaço. Você faz falta no nosso Recanto. Beijos e tudo de bom

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

AMANHECEU

Amanheceu novamente Sobre as igrejas e telhados dos que ainda dormem E dos que jamais despertarão. Amanheceu sobre as p...