terça-feira, 20 de março de 2012

BARCOS








Barcos




Os barcos dormem sobre a calmaria,

As leves ondas embalando os cascos...

No céu, as nuvens os cobrem de branco

E de azul, enquanto os barcos dormem...




Barcos vazios, esquecidos barcos,

Que navegaram tantos outros mares!

Atravessaram tantas tempestades,

E hoje merecem o cais que os acolhe...




Talvez um dia eles sintam saudades

De navegar, singrando as ondas altas,

Pois afinal, são barcos, são do mar,

E o naufrágio não provoca medos...







5 comentários:

  1. Sabe Ana, antes de falar da longitude do poema, quero agradecer o convite que me chega a visita-la. Fico feliz de ter o privilegio de ir onde esta sua letra. A mim sempre impressiona a força e coragem de um barco, que enfrenta um dos mais fortes elementos....a agua....****Entao, em seu blog nao ha como seguir????Cade a opcao de seguir??? Caso queira me visitar, minhas portas estao abertas para voce: elizdelia.blogspot.com. Grande abraco!!! Lia Folhinha.

    ResponderExcluir
  2. Para mim ,singrar os mares é um vislumbre,portanto
    falar de barcos ,mares,é uma vida cheia de mistérios
    que me envolve.Tocante teu poema.Sucesso.Bjus\Flor*

    ResponderExcluir
  3. Mar,navegar,amar, nada como estar de frente
    para esta imensidão azul a se inspirar.
    Bela imagem inspiradora ANa.
    Meu abraço.

    ResponderExcluir
  4. barcos que navegaram outros mares...vazios , esquecidos barcos, naufragio nao lhe provoca medos. MARAVIIILHOSO. imagem linda .bejim de boa noite moça corajosa . !!! olguinha

    ResponderExcluir
  5. Olá, ANA BAILUNE! Boa tarde! Que DEUS ilumine seus passos! @@@ Nossas vidas são pautadas no navegar do nosso barco; e aquele que tem DEUS como timoneiro com certeza estará em águas calmas... Mas o melhor é que sendo DEUS o capitão de nosso barco temos certeza de que chegará em porto seguro. ### Eu, ALEIXENKO OITAVO, Primeiro Ministro do Reino de Gorobixaba te saúdo na amizade e na paz.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Não Tenho Mais Nada Contigo

Estou escrevendo estas linhas  Só para deixar bem claro: Não tenho mais nada contigo. Teu rosto não faz mais figura...