terça-feira, 13 de março de 2012







Está vendo essa rosa aí da foto? Linda, não é? Ela está plantada nos fundos do meu jardim. Percebeu a cor esverdeada em suas pétalas? Pois é... ela é uma rosa estranha...

Fica em um local onde recebe sol e luz durante quase todo o dia. Nós a adubamos e podamos conforme o necessário. Recebe regas regulares, não deixamos que seja enfestada por pragas e sempre afofoamos a terra à sua volta, para que suas raízes possam respirar adequadamente.

Nós a compramos de um rapaz que estava vendendo mudas na beira da estrada. Nós a escolhemos devido a sua cor delicada, e sua beleza rara. Ela está plantada em nosso jardim há pelo menos quatro anos. Flore com frequência, mas sua floração é no mínimo curiosa.

Um botão desta roseira demora cerca de dois meses para começar a abrir-se. Começa a fazê-lo bem devagar. A maioria acaba secando ainda em botão, sem florescer, mas quando florescem, as rosas duram cerca de um mês abertas. É incrível, eu nunca vi uma roseira assim! Dá vontade de levá-la em algum desses programas de televisão, pois ela é um fenômeno.

Mas apesar de muito belas, as rosas tem as pétalas endurecidas, e quase não exalam perfume. Parece que tem medo de florescer. Enquanto a roseira vermelha dá suas flores sem nenhum medo, assumindo sua efemeridade, a rosa-chá (essa aí da foto) parece querer 'economizar' o seu desabrochar. É certo que, enquanto a rosa vermelha dura no máximo uma semana, a rosa-chá leva mais de um mês para despetalar. Mas, quando nos aproximamos, é o perfume da rosa vermelha que enche o ar à nossa volta. É a rosa vermelha que se abre completamente, e depois desprende suas pétalas uma a uma, espalhando-as ao vento. Dá gosto vê-la abrindo-se e entregando-se ao sol, e o aveludado macio e delicado de suas pétalas. Mas a rosa-chá, tão bela, tem sempre as pétalas secas e mumificadas.

Acho que ela não conhece a sua capacidade de ser rosa. Tem tanta beleza quanto qualquer flor, mas é uma rosa triste. Tem medo de se doar. Tem medo de que, ao exalar seu perfume, ela possa perdê-lo. Não compreende que doar perfume é a missão das rosas.

Quando ela finalmente se desfolha, suas pétalas pesadas, sêcas e esverdeadas ficam logo abaixo dela, secando ao sol. Nem mesmo ao vento ela as cede! Logo se nota que as pétalas caídas estão ficando, aos poucos, cobertas de môfo, e se mumificando.

Ah, rosa-chá, se você ao menos tivesse consciência de sua capacidade de florescer, e pudesse compartilhar seu perfume, como as outras rosas! Se parasse de enrodilhar suas pétalas em torno de si mesma, e as deixasse livres, ao sol, para que adquirissem seu toque natural aveludado e seu perfume delicioso!

Do que você tem medo, rosa-chá? Abra-se, e seja uma boa rosa, mesmo que efêmera! Assim, a roseira na qual você brota poderá encher-se de rosas, todas breves e perfumadas, mas todas, absolutamente todas, absolutamente rosas! 

Publicado em: 19/09/2010 09:43:50



3 comentários:

  1. Há pessoas como rosas, mistérios da natureza, muita linda a rosa
    ass. crisvitor

    ResponderExcluir
  2. NÃO, NÃO TROCAREI MEUS DIAS DE VIDA PARA A OUTRAS PERFUMAR, NÃO DAREI AS MINHAS PÉTALAS PARA O VENTO CARREGAR. VAIDOSA EU NÃO SOU,TENHO MAIS NO QUE PENSAR, PARA QUE TER TANTA PRESSA EM SER ROSA E SE ACABAR? A VERMELHA JÁ SE FOI, POUCOS DIAS ELA VIVEU, EU AQUI AINDA ESTOU E O JARDIM É TODO MEU. DIGA ESPELHO MEU, EXISTE ROSA MAIS BELA E DURADOURA QUANTO EU? CARACA MALUCO, LÁ VEM A CADELA MIJAR NA MINHA PERNA, SAI LATTIFFA.

    ResponderExcluir
  3. Ai, que lindo de doer. Faz pensar, metáforas e situações análogas... muito bom demais da conta. Abs!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Não Tenho Mais Nada Contigo

Estou escrevendo estas linhas  Só para deixar bem claro: Não tenho mais nada contigo. Teu rosto não faz mais figura...