quinta-feira, 15 de março de 2012

A COISA ANDA FEIA...








Nas voltas que dá o mundo
Não duvido de mais nada...
É gente matando gente,
Distribuição de murro...
E olha que desse jeito
Não age sequer um burro!
E a maior nação do mundo
Ainda governa no escuro...
Do jeito que está a estrada,
Mais difícil é a caminhada!

Matou um jovem que lia
Feliz, na papelaria
Com um taco de madeira...
Não existe maior besteira!
Num segundo de desvario,
Acabou com uma vida,
Destruiu uma família...
Eu fico é desiludida!
Do jeito que está a estrada,
Mais difícil é a caminhada!

Pegou a moça bonita,
Picou e deu para os cães
Ela era a mãe de seu filho,
Mas isso não fez diferença,
Pois quando a cabeça não pensa,
A vida se perde dos trilhos!
Ficou um filho sem mãe
Por causa da mal-querência!
Do jeito que está a estrada,
Mais difícil é a caminhada!

É bomba explodindo vidas,
É país sempre em conflito
Com outro país, e nada
De alguém ouvir tanto grito!
Morre gente que nem mosca,
E a gente acha normal
Pois se acontece lá longe,
Então, não nos faz tão mal!
Do jeito que está a estrada,
Mais difícil é a caminhada!

A gente abastece a casa
Com todo tipo de alarme,
Sobe o muro, bota cerca
E tem até quem se arme!
Tentando ter proteção,
A gente é quem acaba preso...
E tem sempre que abrir mão
De ser livre pra ter sossego!
Do jeito que está a estrada,
Mais difícil é a caminhada!








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Não Tenho Mais Nada Contigo

Estou escrevendo estas linhas  Só para deixar bem claro: Não tenho mais nada contigo. Teu rosto não faz mais figura...