domingo, 25 de março de 2012

CEM MIL



Cem Mil


Havia cem mil,
Dos quais cinquenta
Não tinham face,
Uma falácia...
Destes cem mil,
Cinquenta mil no éter
De uma falsa existência,
A façanha de viver
Múltiplas vidas 
Mortas em uma...

Entre os cem mil, 
apenas cinquenta
Eram de verdade.

Aplausos!!!
Risos...

4 comentários:

  1. Infelizmente o indice de vida consciente é muito baixo...Lindíssimo e Reflexivo seu poema... Parabéns! E que Deus nos abençoe e nos ilumine... Sempre...

    ResponderExcluir
  2. Então falta apenas 1 para tornar a maioria REAL! Marcelo Braga.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Não Tenho Mais Nada Contigo

Estou escrevendo estas linhas  Só para deixar bem claro: Não tenho mais nada contigo. Teu rosto não faz mais figura...