sexta-feira, 26 de julho de 2013

Poema de Amor Platônico








Poema de Amor Platônico


Juntos levitavam,
Se olhavam,
Sonhavam...
A vida suspensa
No meio dos dois,
Entre o existir,
O agora e o depois.

Não falavam - ficavam
Suspensos, planando,
Futuando...
Não pronunciavam
O impronunciável,
Sabiam que o sonho
Não era palpável.

História contada
Por quem só em sonhos
A experimentou.
O sonho passou,
Ninguém despertou...



4 comentários:

  1. Aiiii, que linda!!!
    Me vi flutuando junto...
    um grande abraço
    Lola

    ResponderExcluir
  2. Ana, vim aqui trazida por lembranças de um amor sonhador, pra ler sua poesia e cada vez que venho fico emocionada com seus versos tão sensíveis e belos...
    Parabéns Poetisa...
    Sua página um encanto!
    Seus versos, lembranças guardadas no coração...
    bjo

    ResponderExcluir
  3. Romântico e intocável, como deve( mesmo)ser um amor platônico!

    Pra lá de lindo (como sempre)
    bjs da fã e admiradora

    Lu C.

    ResponderExcluir
  4. Nem se deseja despertar numa hora dessas...rss...muito linda sua poesia,Ana!bjs,

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

IDADE

UMA BRINCADEIRA - MAS UMA BRINCADEIRA SÉRIA! IDADE A idade  tocou-me no ombro,  Perguntando: “Quem é você?” ...