sexta-feira, 26 de julho de 2013

Poema de Amor Platônico








Poema de Amor Platônico


Juntos levitavam,
Se olhavam,
Sonhavam...
A vida suspensa
No meio dos dois,
Entre o existir,
O agora e o depois.

Não falavam - ficavam
Suspensos, planando,
Futuando...
Não pronunciavam
O impronunciável,
Sabiam que o sonho
Não era palpável.

História contada
Por quem só em sonhos
A experimentou.
O sonho passou,
Ninguém despertou...



4 comentários:

  1. Aiiii, que linda!!!
    Me vi flutuando junto...
    um grande abraço
    Lola

    ResponderExcluir
  2. Ana, vim aqui trazida por lembranças de um amor sonhador, pra ler sua poesia e cada vez que venho fico emocionada com seus versos tão sensíveis e belos...
    Parabéns Poetisa...
    Sua página um encanto!
    Seus versos, lembranças guardadas no coração...
    bjo

    ResponderExcluir
  3. Romântico e intocável, como deve( mesmo)ser um amor platônico!

    Pra lá de lindo (como sempre)
    bjs da fã e admiradora

    Lu C.

    ResponderExcluir
  4. Nem se deseja despertar numa hora dessas...rss...muito linda sua poesia,Ana!bjs,

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Há Flores Espirituais em Mim

Uma participação dedicada à amiga Rosélia, pelo oitavo aniversário de seu blog: Sinto que há flores espirituais em mim ...