terça-feira, 16 de julho de 2013

Colagem




Ponha ali, bem à esquerda, 
Um pedacinho de azul,
Mas que seja bem clarinho,
Como o céu num final de tarde.

Deixe que a chuva caia
E espalhe pelo dia
Um cheiro de terra molhada,
Formando poças de espelhos
Para refletir o céu.

Coloque do outro lado,
Roseiras e margaridas
Flores em rosa e lilás,
E uma poltrona macia
Para eu ver o por do sol.

Lá longe, ponha eucaliptos,
Pinheiros, cedros, ipês,
Fruteiras, um jacarandá
E um salgueiro chorão
Para ser meu companheiro.

Coloque no centro de tudo,
As lembranças mais bonitas,
Aquelas, que trazem-nos vozes,
E imagens coloridas.

Escolha uma trilha sonora
Para cada movimento,
Salpique estrelas de prata,
Deixe o luar branco e redondo
Bem no centro.

Cubra tudo com beijo de vento,
E perfume de café;
Emoldure com cuidado,
Pois esta,
É a minha vida,
É...


9 comentários:

  1. Lindo demais,Ana!Um recadinho pra Deus,enquanto Ele faz o dia!Adorei!bjs,

    ResponderExcluir
  2. Lindo!... Imaginei cada detalhe da sua poesia e me encantei.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. O "cheirinho de café" é a "cereja do bolo".

    Lindo =)

    bjos

    ResponderExcluir
  4. Os teus lindíssimos versos são regados a pétalas das mais belas flores, Ana Bailune. Parabéns por mais esta preciosidade e um abraço com o carinho e a admiração de sempre.

    ResponderExcluir
  5. Ai ai ai... que viagem!

    Teus poemas , Ana, são como janelas de auroras anunciando toda e qualquer beleza, mesmo aquela que ainda não aconteceu!

    Lindo de viver estes versos.
    bj da fã e admiradora

    Lu C.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Exageros

    Assisti a um vídeo na internet no qual uma drag queen montada dava palestras em uma escola para crianças que, aparentemente, t...