sexta-feira, 6 de julho de 2012

A Torre da Catedral





A Torre da Catedral

Quem me conhece, sabe que sou Petropolitana roxa. Amo minha cidade. Tenho orgulho dela, e sinto-me absurdamente feliz por viver aqui. Mas ontem fiquei ainda mais petulante, insuportável e metida: pela primeira vez, visitei a torre da Catedral São Pedro de Alcântara.
Moro aqui desde que nasci, mas apesar da curiosidade, nunca tinha feito a visita antes, pois não era permitido.

O dia estava lindo ontem, e saímos para dar uma caminhada. Fomos a pé pela Barão do Rio Branco, admirando a beleza do dia, quando meu marido teve a idéia: "Vamos visitar a Torre!"

Subimos pela escadinha caracol, totalmente não recomendada para quem sofre de tonturas ou de claustrofobia, pois ela é estreitíssima, muito alta, e as paredes dão a impressão de que se está em um túnel sem-saída. Vi de perto os vitrais, a estrutura do telhado, os madeiramentos que dão a impressão de que estamos no cenário de um filme.

Mas o que realmente tira a respiração, é a vista lá de cima da torre mais alta: Petrópolis, em toda a sua majestade, a natureza cercando a cidade, que brota entre árvores e montanhas: linda! 

Disse para meu marido: "Se eu fosse turista, estaria agora pensando na maneira mais fácil de mudar-me para cá."

Sou besta, mesmo. Bairrista. E agora, pior ainda!

****************************

-Publicado no Recanto das Letras em Maio de 2010

Um comentário:

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Não Tenho Mais Nada Contigo

Estou escrevendo estas linhas  Só para deixar bem claro: Não tenho mais nada contigo. Teu rosto não faz mais figura...