segunda-feira, 16 de julho de 2012

Generalizações






Tenho ainda muito o que aprender nessa vida, mas uma coisa eu já aprendi: não se devem fazer generalizações de qualquer espécie! O que é bom para uns, pode não ser bom para outros. Não existe receita para se viver, e se existe, ela é pessoal e intransferível. É claro, existem algumas coisas lógicas, que qualquer pessoa de bom senso poderá tomar para si como regras que facilitem o viver, mas jamais tentar impô-las aos outros.

A generalização diz que a minha verdade é a correta, e que todas as opiniões contrárias, estão equivocadas. A generalização gosta de citar pessoas famosas que as deem suporte. Gostam de ditar regras para se viver. Dizem, do alto de sua pretensão: "Se assim aconteceu comigo, assim acontecerá a todos!"

Generalizar é clamar: "Eu estou certa, pois tenho conhecimento sobre o assunto, estudei, fiz pós graduação e escrevi uma tese sobre isso, baseado em blá, blá, blá..." Mas o que o generalizador se esquece, é que cada experiência de vida é única! E mesmo que aquilo se dê com a maioria das pessoas, para TODAS as regras, existem exceções! 

Por trás das generalizações e verdades absolutas, escondem-se a arrogância e a pseudo-sabedoria. Fico com a minha ignorância assumida, baseada apenas naquilo que vivi até agora, conjuntamente com os exemplos sobre os quais li ou ouvir falar, mas todos eles, passados sob o crivo da minha própria experiência. E prefiro não sair por aí generalizando e me achando a dona da receita do iogurte.

2 comentários:

  1. Receitas rolam e são modificadas com o tempo...Cada um aprende sobre elas em seu tempo.

    ResponderExcluir
  2. Generalizações são a base de todo ditado popular, inclusive o "dize-me com quem andas, e dir-te-ei quem és."

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Mandrágora

Teu Nome – raiz de mandrágora Perpassando o meu caminho, Me fazendo tropeçar... Um dragão adormecido Em isolada cave...