quinta-feira, 19 de julho de 2012

Por que te Amo?







Acordar todos os dias,

E saber que ontem,

Alguém me amou...
Viver, da vida, as ilusões
E vê-las mudarem-se
Em desilusões
Mas saber que ontem,
Alguém me amou...



E me ama hoje,

E há de amar-me 

Amanhã de manhã...



Eis porque te amo!

És a certeza que eu tenho

Nesse vale de incertezas,
E sem promessas,
Sem cobranças,
Segues comigo,
Pois é assim que queres que seja!



Te amo porque me aceitas,

Mesmo quando rejeitas

Meus loucos devaneios...
Te amo, porque és o meio
O começo, e o final,
Objetivo que anseio,
E quando olho nos teus olhos,
Vejo-me em tuas pupilas...



Te amo, pois nossos vazios

Não necessitam explicações...

Pois conversamos no silêncio,
E nos calamos sem anseios
Quando não há nada a ser dito,
Apenas sentido.



Te amo porque te amo,

E nada mais é preciso...

4 comentários:

  1. Beleza de poesia, Ana. Maravilha mesmo! Adorei vir aqui agora.Um beijo, minha linda e obrigada por sua atenção e amizade.

    ResponderExcluir
  2. LINDO ANA, bela inspiração, uma declaração de amor completa, amo porque amo, simples assim e belo, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  3. Querida poetisa Ana Bailune, sua poesia é simplesmente maravilhosa, lírica, romântica e cheia de amor...Parabéns!
    Poeta Wilson Fonseca

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Não Tenho Mais Nada Contigo

Estou escrevendo estas linhas  Só para deixar bem claro: Não tenho mais nada contigo. Teu rosto não faz mais figura...